Corpo de 1.100 anos é achado na Bolívia

Em áreas adjacentes foram encontradas várias peças arqueológicas, como colares de cobre com pedras preciosas, cerâmicas e vasos pintados

Por tabata.uchoa

Bolívia - Uma equipe de arqueólogos descobriu na Bolívia restos ósseos de uma mulher que datariam de 1.100 anos atrás, em uma região onde presumivelmente convergiram povos ancestrais da Argentina, Paraguai, Brasil e Bolívia.

A área teria correspondido a um grande assentamento humano da cultura Tupi-guarani.
“Nesta região houve a grande fusão dos povos que então se conectaram com outros em diferentes partes do que é hoje Santa Cruz”, comentou o arqueólogo Danilo Drakic.

Em áreas adjacentes foram encontradas várias peças arqueológicas, como colares de cobre com pedras preciosas, cerâmicas e vasos pintados. Por esta razão, o especialista suspeita que havia uma rede comercial entre comunidades com costumes semelhantes.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia