Após mais de 50 anos, EUA e Cuba retomam voos comerciais

O voo 387, da companhia aérea JetBlue, deu início a uma nova era nas relações entre os dois países

Por lucas.cardoso

Santa Clara - Foram retomados nesta quarta-feira, os voos comerciais entre Estados Unidos e Cuba, após mais de meio de século de suspensão. O voo 387, da companhia aérea JetBlue, deu início a uma nova era nas relações bilaterais, sendo o primeiro de uma média de 300 viagens semanais.

O avião, que deixou a cidade de Fort Lauderdale, na Flórida, pousou no aeroporto de Santa Clara, a cerca de 300 km da capital, Havana, após pouco mais de uma hora de viagem. Houve festa no aeroporto norte-americano, onde os passageiros embarcaram em meio a aplausos e lágrimas.

Além disso, foram hasteadas as bandeiras dos dois países, enquanto uma banda tocava músicas tradicionais cubanas. Segundo representantes da JetBlue, o piloto e diversos membros da tripulação são de ascendência cubana e se emocionaram com o voo. 

Histórico

A volta dos voos comerciais é uma das mais importantes medidas tomadas desde que os países anunciaram a retomada de relações em dezembro de 2014, após mais de 50 anos de desavenças políticas. Até recentemente, norte-americanos e cubanos que precisavam ir a Cuba viajavam em aviões fretados, que eram, além de caros, muito difíceis de agendar. A medida deve ajudar uma das maiores fontes de renda da ilha, o turismo.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia