Hillary rejeita ida ao México antes das eleições americanas

Candidata democrata diz visita do concorrente ao vizinho 'foi um embaraçoso incidente internacional'

Por caio.belandi

EUA - A candidata democrata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, afirmou que ela não irá ao México antes das eleições de 8 de novembro. Questionada na rede ABC sobre se aceitaria o convite do presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, para uma visita, Hillary respondeu que não viajará ao vizinho agora. A ex-secretária de Estado disse que iria "continuar a me concentrar no que estamos fazendo para criar empregos no país".

Peña Nieto havia convidado tanto Hillary quanto o candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump. O empresário aceitou o convite e se reuniu com o líder mexicano, mas Peña Nieto acabou muito criticado por receber um político que já acusou imigrantes mexicanos de serem "estupradores" e que diz que o México pagará por um muro que Trump pretende construir na fronteira. Hillary disse que a reunião entre Peña Nieto e Trump foi um "embaraçoso incidente internacional".

Nesta terça-feira, Trump faz campanha na Virgínia e na Carolina do Norte, dois Estados vistos como cruciais na disputa pela presidência. Hillary, por sua vez, busca consolidar sua vantagem na Flórida, o maior dos chamados Estados pêndulo (os chamados "swing states", que não pendem claramente para os democratas nem para os republicanos e costumam ser decisivos na disputa). Fonte: Associated Press.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia