Por gabriela.mattos
Trump recebeu pedido para que aceite convite da RússiaEfe

Estados Unidos - O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, disse neste domingo que o número de eleitores democratas a favor dele vai aumentar bastante diante dos postos de trabalho que está trazendo de volta para o país.

Trump, que toma posse no dia 20, voltou a provocar os democratas ontem em sua conta no Twitter.

“Os democratas estão mais irritados por tantos eleitores de Obama (Barack Obama, o presidente dos EUA) terem votado em mim. Com todos os empregos que estou trazendo de volta à nossa nação, esse número vai ficar mais alto. Empresas de automóveis e outras, se quiserem fazer negócios em nosso país, terão que começar a fazer as coisas aqui novamente”, disse o presidente eleito.

Já o secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, fez um apelo ontem para que a administração de Donald Trump aceite o convite da Rússia para discutir na semana que vem as negociações de paz na Síria.
Publicidade
Em conversa com jornalistas após conferência que ocorreu em Paris sobre paz no Oriente Médio, Kerry disse que ele apoia o encontro que Rússia, Turquia e Irã estão patrocinando, para ocorrer no Casaquistão no dia 23. “Seria bom para os Estados Unidos ter uma representação lá", disse. "Minha esperança é que a próxima gestão decida ir", afirmou.
Kerry disse também esperar que a reunião resulte em progresso e leve à retomada de conversas realizadas em Genebra, que visam produzir um governo de transição e uma eventual eleição na Síria. Kerry afirmou que as discussões em Astana, capital do Casaquistão, não devem ser um substituto para o processo que começou em 2012 em Genebra.
Publicidade
Depois de ter adotado um papel ativo nos esforços para forjar a paz na Síria, o governo norte-americano tem se limitado a observar os últimos desenvolvimentos, enquanto Rússia e Turquia assumiram a liderança. Kerry disse que ele tem estado em contato com funcionários russos, turcos e outros sobre a situação, mas notou que seu tempo como secretário de Estado está perto do fim.
Você pode gostar