Mais Lidas

Bombeiro salva a vida de cachorro após fazer respiração boca a boca

O animal tinha acabado de ser resgatado de um incêndio e estava sem sinais de vida. Após 20 minutos de reanimação, o cão voltou a respirar

Por rodrigo.sampaio

Estados Unidos - Andrew Klein, bombeiro da cidade de Santa Monica, Califórnia, teve seu dia de herói após salvar a vida de um cachorro depois de fazer cerca de 20 minutos de respiração boca a boca no animal. O cão tinha acabado de ser resgatado de um incêndio e estava totalmente sem sinais de vida. 

A dona do animal, Crystal Lamirande, de 35 anos, tinha acabado de retornar à seu apartamento quando ouviu um vizinho gritar 'fogo'. A mulher contou que tentou desesperadamente salvar a vida de seu animal de estimação, um Bichon frisé de dez anos de idade chamado Nalu. Devido ao excesso de fumaça na casa, Crystal não conseguiu achar o animal. 

Bombeiro fez cerca de 20 minutos de respiração boca a boca para salvar a vida do cão. Billy Fernando/Santa Monica Fire Department

O fogo foi contido pouco tempo depois da chegada dos bombeiros e a equipe de resgate rapidamente se mobilizou para salvar a vida do cachorro. Após ser retirado inconsciente da casa e receber oxigênio dos bombeiros, Nalu continuava sem sinais de vida. Foi então que Andrew Klein não pensou duas vezes e começou o processo de respiração boca a boca no animal enquanto Crystal tudo acompanhava ajoelhada ao lado da equipe. 

Segundo o Corpo de Bombeiros, após cerca de 20 minutos de reanimação o cachorro aos poucos voltou a consciência e começou a respirar novamente. Instantes depois, o animal já podia até mesmo andar. Crystal, que é enfermeira, disse que ficou emocionada com o esforço feito Andrew e sua equipe para salvar a vida de Nalu. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia