Mais Lidas

Justiça da Coreia do Sul prende ex-presidente

Ex-mandatária do país é acusada de crimes de corrupção

Por thiago.antunes

Seul - Deposta no início do mês da Presidência da Coreia do Sul, por causa do escândalo da ‘Rasputina’, Park Geun-hye foi presa na manhã desta quinta-feira (hora de Seul, à tarde no Brasil) por crimes de corrupção. A ex-mandatária tinha comparecido a audiência em um tribunal de Seul, de onde saiu presa.

A queda em desgraça da ex-presidente começou em meados de 2016, quando foi revelado que sua melhor amiga, Choi Soon-sil, a ‘Rasputina’, que nunca ocupou nenhum cargo oficial, aproveitou sua influência para obter milhões de dólares de grandes empresas sul-coreanas, como a Samsung.

O escândalo levou a Assembleia Nacional a destituir a presidente em dezembro, o que acabou com a imunidade de Park e abriu caminho para investigação. O Tribunal Constitucional confirmou o impeachment dia 10.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia