Mais Lidas

EUA lançam mísseis de cruzeiro em base aérea do regime sírio, dizem autoridades

Esse foi o primeiro ataque americano direto na Síria durante o governo do presidente Donald Trump

Por thiago.antunes

Síria - Em resposta ao ataque químico na Síria, que deixou dezenas de mortos no começo da semana, os Estados Unidos bombardearam o país, na noite desta quinta-feira, de acordo com a Casa Branca. Esse foi o primeiro ataque americano direto na Síria durante o governo do presidente Donald Trump.

O ataque surpresa marca uma reviravolta para Trump, que durante sua campanha rejeitou a ideia de os EUA serem arrastados para a guerra civil daquele país. Após o ataque químico que matou inclusive crianças, o presidente disse que o ocorrido era uma "desgraça para humanidade" e que "ultrapassou muitos limites".

Base aérea de Shayrat foi alvo de ataque de mais de 50 mísseis americanos nesta quinta-feira. Ato foi retaliação contra suposto ataque químico na última terçaDivulgação/US Defense Department

Cerca de 60 mísseis Tomahawk disparados de navios de guerra no Mar Mediterrâneo miraram em uma base aérea síria, em retaliação ao ataque químico que Washington acredita ter sido conduzido pelo regime de Bashar al-Assad.

Trump não anunciou o ataque com antecedência, embora ele e outras autoridades de segurança nacional tenham aumentando os alertas contra o governo sírio ao longo desta quinta-feira.

O ataque acontece enquanto o republicano recebe o presidente chinês, Xi Jinping, em uma reunião em que devem discutir os lançamentos de mísseis pela Coreia do Norte. As ações de Trump na Síria podem sinalizar à China que o novo presidente não tem medo de tomar medidas militares unilaterais. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia