Mais Lidas

EUA e Coreia do Sul suspeitam que Coreia do Norte planeja no disparo de míssil

De acordo com a imprensa sul-coreana, lançamento estaria previsto para acontecer no aniversário de 64 anos do fim da guerra da Coreia

Por rodrigo.sampaio

Seul - Estados Unidos e Coreia do Sul suspeitam de que a Coreia do Norte esteja preparando um novo lançamento de míssil, a apenas dois dias do 64º aniversário do fim da Guerra da Coreia e a poucas semanas depois do primeiro lançamento bem-sucedido de um míssil intercontinental (ICBM) - informaram veículos da imprensa americana e sul-coreana nesta terça-feira.

Pouco tempo após a Coreia do Norte realizar novo teste balístico%2C força da Coreia do Sul e dos EUA fizeram exercício militar em represália ao governo norte-coreanoAFP

"Há uma forte possibilidade de que o Norte realize um teste perto da data do Armistício de 27 de julho", declarou uma fonte do governo de Seul à agência de notícias sul-coreana Yonhap, acrescentando que "movimentos de transporte de sistemas de lançamento foram observados de forma contínua".

De acordo com uma fonte militar sul-coreana citada pela agência, Pyongyang estaria preparando um teste para um novo tipo de ICBM, ou de míssil de médio alcance.

Segundo uma fonte do Exército americano, a rede CNN  também afirmou que o governo norte-coreano parece estar preparando um novo teste. Segundo a mesma fonte, veículos de transporte de equipamento para lançamentos foram avistados em Kusong (Pyongyang do Norte), localidade de origem dos recentes lançamentos.

O primeiro lançamento bem-sucedido do ICBM, em 4 de julho, dia da Independência americana, foi classificado como "um presente para os malditos americanos" pelo líder norte-coreano, Kim Jong-Un. Na semana passada, ele se negou a aceitar a oferta de diálogo da Coreia do Sul para apaziguar a tensão regional.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia