Abbott comprará CFR Pharmaceuticals do Chile por US$2,9 bilhões

Esta transação mais que duplicará a presença da companhia na indústria farmacêutica latino-americana, de US$ 73 bilhões

Por parroyo

A Abbott Laboratories, a maior fabricante de stents cardíacos e bebidas nutricionais para adultos, entrou em uma onda de ofertas que está varrendo a indústria de saúde com um acordo para adquirir a CFR Pharmaceuticals do Chile por US$ 2,9 bilhões.

A Abbott vai adquirir a matriz que indiretamente possui 73% da CFR e realizará uma oferta à vista para as ações restantes, disse a empresa com sede em Abbott Park, Illinois, em um comunicado. A Abbott também assumirá uma dívida líquida de aproximadamente US$ 430 milhões e não disse quanto pagará por ação.

Esta transação mais que duplicará a presença da Abbott na indústria farmacêutica latino-americana, de US$ 73 bilhões, onde a empresa vende versões genéricas dos seus medicamentos de marca que já não estão protegidos por patentes, disse a Abbott. A CFR, com sede em Santiago, está estabelecida em 15 mercados da América Latina e possui um portfólio de remédios para a saúde feminina e para doenças cardíacas e respiratórias.

A Abbott realizou sua maior aquisição em 2000, quando comprou o negócio farmacêutico da Basf por US$ 7 bilhõesCathy Kaplan SXC

Cerca de US$ 118 bilhões em fusões e aquisições no setor de saúde foram anunciados ou propostos no mês passado, um recorde, segundo dados compilados pela Bloomberg que começam a partir de 2002. É quase tanto quanto os US$ 174 bilhões que foram designados para ofertas na área de saúde em todo o ano passado, de acordo com os dados.

A Abbott realizou sua maior aquisição em 2000, quando comprou o negócio farmacêutico da Basf por US$ 7 bilhões. No ano passado, a empresa comprou a Idev Technologies Inc. e a OptiMedica Corp. por um total de US$ 560 milhões. A antiga empresa de remédios da Abbott foi separada em janeiro de 2013 e formou a AbbVie Inc., com sede em North Chicago, Illinois. A Abbott reteve os dispositivos médicos, produtos nutricionais, testes de diagnóstico e medicamentos genéricos da empresa original.

As ações da Abbott caíram 1,7% para US$ 39,24 ontem em Nova York. As ações ganharam 4,2% nos últimos doze meses.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia