Pet shop ilegal é risco para saúde dos animais

Estabelecimentos devem ter um Certificado de Regularidade emitido pelo Conselho de Medicina Veterinária

Por marina.rocha

Niterói - Sabe aquele pet shop fofinho, cheio de coisas legais para o seu animal; aquela loja onde os funcionários são super simpáticos ou aquele lugar onde fazem banho e tosa e ainda tratam dos problemas de saúde do seu filhote? Cuidado!!! Mesmo com todos essas fofurices eles podem não ser legalizados.

Nos comércios regularizados existe um responsável técnico pelas atividades%2C procure saber sobre ele tambémReprodução

E como saber se ele está em boas mãos? Fui perguntar sobre isso a quem entende do assunto, e o médico veterinário Ismar Araújo de Moraes contou que o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio de Janeiro (CRMV-RJ) apura 45 processos de desvio ético.

A primeira coisa a fazer ao escolher um estabelecimento onde levar seu animal é observar se o local tem um Certificado de Regularidade emitido pelo CRMV, órgão responsável por atestar as condições de funcionamento. Ele deve estar visível ao cliente. Se não, pergunte sobre ele. No documento está especificado quais serviços os estabelecimentos estão aptos a oferecer, já que as regras para pet shops, hospitais, clínicas e consultórios são diferentes. Atente para isso!

O certificado é válido por um ano e indica que o lugar é fiscalizado pelo conselho, o que garante a segurança dos serviços. A falta dele indica que o comércio é clandestino e que trabalha a revelia da lei. O que isso significa? Que o local não dispõe de segurança para que você possa confiar seu animal. Então, corra para outro lugar e denuncie.

Outra coisa. Nos comércios regularizados existe um responsável técnico pelas atividades, procure saber sobre ele também.

E, em tempos de internet, esses cuidados devem ser redobrados porque há uma quantidade enorme de informações sobre locais e serviços destinados a animais. Os responsáveis por elas podem dizer o que quiserem em suas páginas na web, afinal ninguém vai falar mal de si mesmo. Então, cabe a você, que tem bicho, checar a veracidade dos fatos.

E se o comércio aonde você foi tiver regularizado, ótimo! Mas os cuidados não podem para por aí. É preciso ficar atento ainda às condições de higiene e de organização do lugar. Vamos ficar ligados a essas dicas para garantir a segurança do nosso pet e a nossa também.

Não deixe de denunciar irregularidades, assim você vai garantir a segurança e o bem estar dos animais:

Vigilância Sanitária de Niterói. Rua São João 190, Centro. Tel.: 2613-2775.

CRMV-RJ. Rua da Alfândega 91/14º andar, Centro. Tel.: 2576-7281 ou ouvidoria no site http://www.crmvrj.org.br.

Tire sua dúvida

Deborah Rodrigues, Icaraí: A partir de que idade os gatos devem ser vacinados?

Flávia C. R. do Nascimento, veterinária: O ideal é que seja a partir dos 60 dias de vida, após a devida vermifugação. E as vacinas devem ser dadas na veterinária de confiança do dono do animal. Nunca compre vacinas vendidas em casa de produtos agropecuários. Esse cuidado também vale para os cães.

O gatinho Felipe está disponível para adoçãoDivulgação

Me leva?!

Sou Felipe. Fui resgatado da rua magrinho e sofrendo, mas agora, aos 4 meses, estou pronto para ganhar um lar. Contato: Floraaymara@gmail.com

Estamos de olho
Para fazer valer a proteção... Está valendo, desde o último dia 15, a Resolução 1.069 do Conselho Federal de Medicina Veterinária. Ela estabelece princípios e normas que garantem a segurança, saúde e o bem-estar dos animais em pet shops, parques de exposição e feiras agropecuárias, entre outros. Os profissionais que não cumprirem a resoulução podem até a perder o registro profissional. Detalhes em www.portal.cfmv.gov.br

Direitos
E você sabia que existe a Declaração Universal dos Direitos dos Animais! Sim, e o primeiro artigo já diz tudo: todos os animais nascem iguais diante da vida e têm o direito à existência. Ela foi promulgada pela Unesco em Bruxelas, na Bélgica, em 27 de janeiro de 1978. Quer saber mais? Acesse www.forumnacional.com.br/declaracao_universal_dos_direitos_dos_animais.pdf 

Gatinha exótica
A gatinha Daruma Mika, da raça Exótico, foi eleita o Gato do Ano de 2014 pelo Clube Brasileiro do Gato (CBG), o maior da América Latina. Ela vive em Sorocaba, interior de São Paulo. O anúncio foi feito no último dia 17, em São Paulo. <MC1>Para participar do concurso é necessário fazer part do CBG. E o primeiro evento da temporada felina de 2015 já tem data marcada: 28 de fevereiro e 1º de março. Corre lá. Informações: http://clubebrasdogato.wix.com/clubebrasdogato

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia