Edital vai abrir 60 vagas para interessados em expor no Campo de São Bento

Feira, em Icaraí, é a mais disputada por artesão da cidade

Por marina.rocha

Niterói - A tradicional feira do Campo de São Bento, em Icaraí, vai abrir 60 vagas para expositores que querem fazer parte deste verdadeiro festival de artesanatos. Por lá passam nada menos que 10 mil pessoas por fim de semana. O edital está passando pelos últimos ajustes e será lançado nos próximos meses pela Casa do Artesão.

Além do Campo%2C são oito feiras em NikitiDivulgação

Coordenadora da instituição, Rosane Calôr, sabe que o Campo é o sonho de muitos artesãos de Niterói e de outros municípios. “Esperamos receber cerca de 200 inscrições, pois tem muita gente do Rio, de Teresópolis e de Petrópolis interessada. É um ambiente muito atrativo”, destaca ela, dizendo ainda que alguns expositores ganham cerca de R$ 4 mil por mês.

A Casa do Artesão tem em torno de 600 cadastros, sendo 400 ativos, que se dividem entre as nove feiras fixas da cidade. E em junho eles vão ganhar mais uma, na Rua Leandro Mota, bem no polo gastronômico do Jardim Icaraí. O evento segue a tendência de levar os expositores para locais que já são movimentados. Uma forma de se esquivar da crise que paira sobre o comércio.

“Já criamos uma feira mensal na calçada de São Francisco, onde muitas famílias aproveitam para passear no fim de semana. O objetivo é mesmo abrir portas para geração de renda”, explica Rosane.

A contadora Bárbara Fernandes, de 39 anos, entrou para a Casa do Artesão há seis meses. Ela fazia bonecas de pano como hobby, e hoje expõe em São Francisco, onde cobra de R$ 100 a R$ 150 por cada uma. “Em um dia de feira vendo uma média de 10 bonecas, além dos contatos e clientes que faço por ali”, conta.

O expositor paga o valor da barraca que custa em média R$ 25. Cada feira tem cerca de 30 artesãos, com exceção do Campo de São Bento, que tem 243. E lá cada um paga uma taxa de R$ 68 anual.

Na segunda quinzena de junho vai rolar uma oficina de reutilização de materiais. É gratuita e tem dez vagas. As inscrições estão abertas e devem ser feitas pelo telefone: 2719-2924. A sede da Casa do Artesão fica no Museu Janete Costa de Arte Popular, na Rua Presidente Domiciano 178 a 182, São Domingos.

Prefeitura quer criar centro de capacitação profissional

Desde 2013 a Casa do Artesão é administrada pela Secretaria de Cultura da cidade. O objetivo é transformar o local em um centro de capacitação profissional.

O secretário Arthur Maia ressalta que somente nos últimos dois anos o número de cadastros dobrou. “Além disso, Niterói só tinha uma feira de artesanato, a do Campo de São Bento, e hoje tem nove”, complementa.

CAMPO DE SÃO BENTO: Sáb e dom, de 9h às 15h.

HORTO DO BARRETO: Av. Luiz Palmier s/n. Sáb, a cada 15 dias, de 9h às 15h.

PRAÇA SÃO JOÃO: R. São João, Centro. Ter, de 9h às 15h.

PRAÇA DO RINK: R. Aurelino Leal, Centro. Quin, de 9h às 15h.

PRAÇA DO INGÁ: R. Pres. Pedreira, Ingá. Sáb, de 9h às 15h.

PÇA GETÚLIO VARGAS: Praia de Icaraí. Dom, de 9h às 15h.

LARGO DO MARRÃO: Sáb, a cada 15 dias, de 9h às 15h.

PRAÇA DOM NAVARRO: Av. Almte. Ary Parreiras, Icaraí. Sex, de 14h às 20h.

SÃO FRANCISCO: 2º dom do mês, de 12h às 20h.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia