Fenatran: otimismo das fabricantes

Mercado de caminhões aposta em crescimento para 2013

Por leandro.eiro

Volvo FH16 750%3A deve custar R%24 1 milhão no BrasilLeandro Eiró / Agência O Dia

São Paulo - O Salão Internacional do Transporte (Fenatran) apresentou para a imprensa no último domingo no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, uma ótica otimista dos fabricantes de caminhões e ônibus. Lançamentos para diversos segmentos figuraram nos estandes e o evento também cedeu espaço para debutantes, mostrando que o Brasil hoje é um dos principais mercados consumidores do mundo.

Além da gama de cavalos mecânicos, empresas que fabricam acessórios e módulos para caminhões completaram o espaço do salão, num total de 376 expositores de cerca de 15 países. A estimativa de público até o dia 1º de novembro é de 60 mil visitantes, segundo a organização.

Iveco

O principal destaque da marca do grupo CNH Industrial foi o extrapesado Hi-Way. A fabricante também apresentou a nova família Tector Economy, o caminhão de entrada Stralis Cursor 9, o novo Vertis HD e anunciou um programa de pós-venda que garante peças em até 48 horas. O investimento no Brasil no período 2012/2014 será de R$ 900 mi.

Scania

A Scania anunciou no seu estande o conceito Streamline que converge produtos e serviços. A marca lançou os caminhões R 620 8x4, que tem capacidade máxima de tração de 250 toneladas, e o novo P 310 6x4. Destaque para o motor a etanol que, segunda a fabricante, reduz em até 90% a emissão de CO2 quando comparado com um similar diesel.

Volvo

A Volvo chamou atenção na feira com o FH16 750, anunciado pela sueca como "o mais potente do mundo" — trata-se de um motor 16 litros e 750 cv. O pomposo caminhão, com foco para transporte de cargas indivisíveis, tem preço impensável: ele virá para o Brasil importado e deve nos custar R$ 1 milhão. Ainda foram apresentados a nova linha VM, que estreiam as configurações 8x2 e 8x4 e um modelo de teste movido a GNL (Gás Natural Liquefeito) e diesel.

Scania R 620 8x4%3A puxa 250 toneladasLeandro Eiró / Agência O Dia


Mercedes-Benz

A fabricante alemã de caminhões é a mais otimista com o mercado brasileiro, pois anunciou investimentos de R$ 1 bi no biênio 2014/2015. Seu estande exibia 8 caminhões e 2 configurações da Sprinter. O destaque foi o lançamento do Actros 4160 SLT, cujo motor V8 de 598 cv e tração 8x8 carregam 250 toneladas. O Axor 3131, para tarefas pesadas na construção civil, foi outro lançamento.

MAN

A MAN, que fabrica os modelos da marca de mesmo nome e os caminhões Volkswagen, apresentou 14 novos produtos na feira. A família VW Constellation aumentou com os novos 19.420, 25.420 e 26.420. O premium MAN TGX 29.480 6x4 foi o principal produto da marca — chega ao Brasil em meados do ano que vem.

MAN TGX 29.480 6x4%3A chega em 2014Leandro Eiró / Agência O Dia


Ford

O principal lançamento da Ford no evento não foi um caminhão, e sim uma van. A nova Transit 2014 exibiu novo design, mais habilitado para disputar com os figurões do segmento. Nos caminhões, os estreantes extrapesados Cargo 2042 e 2842 e o Cargo 1119. O leve Cargo 816 apareceu de cara nova.

DAF

Recém-instalada no Brasil, a fabricante holandesa encheu seu estande com diversos exemplares do extrapesado XF105, modelo fabricado e já comercializado em nosso país. As futuras linhas CF (pesado) e LF (semi-pesado) também marcaram presença — ambas estão com lançamento previsto para 2014, mas sem data definida ainda.

Transit 2014%3A visual novo para brigar no segmentoLeandro Eiró / Agência O Dia


Hyundai

A coreana exibiu em seu estande sua gama voltada para o transporte urbano. Os comerciais leves HD 78 e HR apareceram na forma de diversas aplicações. O destaque foi o HD78 4x4, variante com tração integral do HD78.

Agrale

Os destaques da Agrale são do modelos 10000 e 14000, assim como a linha de utilitários 4x4 Agrale Marruá. O caminhão 14000 é um médio com motor MWM turbo de 190 cv. Está disponível em duas opções de entre-eixos: 3,56 m e 4,80 m. Também é produzido na versão 6x2, com terceiro eixo de fábrica.

Fiat

A Fiat apresentou na Fenatran dois novos produtos para o segmento de comerciais leves: o Novo Uno Furgão e o Novo Fiorino — este último totalmente novo. O primeiro terá motorizações 1.0 e 1.4 litro e o segundo apenas 1.4 l. A nova Strada, já lançada, ainda ganha flashes.

Novo Fiat Fiorino%3A motor 1.4Novo Fiat Fiorino


Renault

O estande da francesa era composto pelos comerciais leves Kangoo e Master, exibidos nas suas diversas configurações. O orgulho maior da marca foi visto na apresentação da gama de elétricos, composta pelo Kangoo Z.E, Fluence Z.E, ZOE e Twizy. A Renault mostrou quais empresas instaladas no Brasil adquiriram recentemente seus veículos zero emissão e anunciou mais uma venda: seis unidades do Kangoo Z.E. para a empresa de transportes FedEx.

Mercado

As fabricantes de caminhões esperam vender 150 mil veículos neste ano - número 12% maior do que foi comercializado em 2012. Para o ano que vem, apostas entre a estabilidade e crescimento de até 5%.

O programa do Governo Federal que financia as vendas do setor, o Finame, receberá em breve novas regras. O recurso é usado hoje em pelo menos 60% dos negócios. Há expectativa de subida para o juro mensal atual, que hoje é de 4%.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia