'Agora, que faço eu da vida sem você?'

Clarissa quer cobrar acordo de Rodrigo, mas não é nem atendida

Por bferreira

Rio - Sabe quando a gente é madrinha de um casal e depois vê que os dois nem se falam mais? Muito triste. Em março de 2012, eu estava lá, do ladinho da deputada estadual Clarissa Garotinho, quando ela afirmou pela primeira vez para público externo que topava ser vice do deputado federal Rodrigo Maia na corrida pela Prefeitura do Rio.

Em 2012%2C a filha de Garotinho aceitou ser vice do filho de Cesar MaiaJoão Laet / Agência O Dia

Pré-candidata a deputada federal pelo PR em 2014 — Rodrigo vai tentar a reeleição pelo DEM —, agora a filha de Anthony Garotinho diz que tenta marcar um encontro com o filho de Cesar Maia, e o homem não atende nem a suas ligações. Clarissa quer cobrar promessa feita, segundo ela, por Rodrigo de apoio à candidatura de Garotinho a governador ano que vem. E lembra, num momento ‘pronto-falei’, que deixou de concorrer à Prefeitura para ser vice de Rodrigo porque havia o acordo de o DEM fechar com Garotinho em 2014.

“Tento falar com ele, mas ele não fala mais com a vice. O acordo de 2012 incluía o apoio em 2014”, garante Clarissa, lembrando muito pouco a moça que, em março de 2012, me disse: “Aceitei ser vice do Rodrigo e estou muito feliz.” Na época, ele cravou: “Sempre quis Clarissa minha vice.”

No fim das contas, a dobradinha DEM-PR, que a deputada quer ver repetida no formato PR-DEM em 2014, ficou em terceiro lugar (2,94%) na eleição que Eduardo Paes ganhou de lavada (64,60%).

Tentei perguntar ontem o que Rodrigo acha disso tudo, mas — juro —, não consegui achar o homem no celular.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia