Ex-deputado é acusado de abuso sexual de crianças adotadas por ele no Sul

Parla ganhou destaque por desenvolver projetos para cuidar de crianças carentes que dura mais de 30 anos

Por helio.almeida

Santa Catarina - A CPI da Exploração Sexual fez uma diligência em Florianópolis, (SC), nesta sexta, para investigar e ouvir, em sigilo, envolvidos no caso do ex-deputado estadual Nilson Nelson Machado, o Duduco, acusado de maus tratos e abusos sexuais. O ex-deputado ganhou destaque por desenvolver projetos sociais e cuidar de crianças carentes em um lar-abrigo, a Creche do Duduco, trabalho que dura mais de 30 anos. Algumas crianças foram adotadas por ele e o denunciaram. A CPI, presidida pela deputada federal Érika Kokay (PT-DF), formalizou um pedido de proteção policial para a advogada das vítimas Jackie Franciele Anacleto.

Relatora da CPI, a deputada federal Liliam Sá (PR-RJ) foi ao Tribunal de Justiça do estado e pediu ao presidente, desembargador Claudio Dutra, que faça um levantamento sobre as adoções feitas por Duduco, a fim de verificar se são legais. A deputada estranhou o fato de Duduco ter adotado há mais de 20- um dos adotados tem 28 anos – já que naquela época as adoções geralmente eram feitas por casais.

Já na visita da Comissão à Procuradoria Geral do Estado, ficou acertado que o promotor de justiça criminal da capital, Rafael de Morais Lima, vai ajuizar o caso no início de setembro, ou seja vai acatar a denúncia.

Na 6ª DP, Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente e à Mulher, onde está registrado o caso, impera a falta de estrutura. “A delegacia tem dois cartórios. Um tem um escrivão para 1.200 processos e o outro tem 1000 processos e nenhum escrivão”, disse a deputada Liliam Sá.

Segundo a promotora de justiça da Infância e da Juventude da Capital, Cristiane Rosália Maestri, só este ano o Disque 100 enviou, para a Promotoria, 255 casos registrados de violência sexual em Santa Catarina.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia