Dilma Rousseff sanciona lei que beneficia famílias de taxistas

Reivindicação antiga dos profissionais permite que herdeiros fiquem com a permissão para exploração do serviço

Por joyce.caetano

Brasília - A presidente Dilma Rousseff sancionou nesta quarta-feira uma lei que atende uma reivindicação antiga dos taxistas, permitindo que a família fique com a permissão para exploração do serviço de táxi após o falecimento do motorista.

Dilma acompanhada do presidente do Senado, Renan Calheiros, e da ministra Eleonora MenicucciAgência Brasil / Fabio Rodrigues Pozzebom

A nova regra atende pelo menos 600 mil taxistas e suas famílias e, de olho nesse eleitorado, o Palácio do Planalto realizou uma cerimônia improvisada no Núcleo de Apoio aos Taxistas de Brasília.

"A partir de agora vocês podem transferir para seus herdeiros a permissão de uso do serviço do táxi pelo mesmo prazo original da outorga. Essa lei diminui e dirime qualquer dúvida jurídica... é um direito de sucessão", discursou Dilma sob aplausos.

Ela fez questão de ressaltar a importância da categoria para atender os turistas e os moradores das cidades. "A gente se pergunta quantas crianças não nasceram num táxi por esse país afora, quantas pessoas não são socorridas por um de vocês", disse Dilma.

A nova lei foi sancionada por meio da Medida Provisória 615 que tratava de inúmeros temas.

Reportagem de Jeferson Ribeiro

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia