Por bferreira

Brasília - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedido de que seja decretada imediatamente a prisão do ex-deputado Carlos Rodrigues (PL-RJ), o Bispo Rodrigues. Ele foi condenado a seis anos e três meses de prisão no regime semiaberto por participação no processo conhecido como mensalão.

Em parecer, Janot alega que não é cabível o recurso aos embargos infringentes por Rodrigues contra sua condenação por lavagem de dinheiro e corrupção passiva porque não houve quatro votos por sua absolvição. Com o documento, o presidente do STF, Joaquim Barbosa, poderá negar o seguimento ao recurso de Rodrigues e expedir o mandado de prisão.

JOSÉ GENOÍNO

Em outro parecer enviado ao STF, Rodrigo Janot defendeu a concessão de prisão domiciliar por 30 dias para o deputado José Genoíno. O procurador alega que, mesmo que a junta médica que examinou o parlamentar não tenha constatado cardiopatia grave, é preciso dar “assistência e proteção à saúde do preso”.

O STF intimou o ex-deputado Roberto Jefferson, delator do mensalão e que retirou um câncer do pâncreas em 2012, a ir amanhã às 8h30 à sede do Instituto Nacional de Câncer (Inca), no Rio, para uma perícia médica.

Você pode gostar