Mulher espancada por engano após boatos morre em Guarujá

Ela foi acusada de ser sequestradora de crianças para rituais

Por tamara.coimbra

São Paulo - Uma mulher identificada como Fabiane Maria de Jesus, de 33 anos, morreu na manhã desta segunda-feira, dois dias após ser espancada no Guarujá, no litoral de São Paulo. A mulher teria sido confundida por alguns moradores como uma sequestradora de crianças para rituais de magia negra por boatos difundidos por uma página no Facebook.

De acordo com testemunhas, alguns moradores do conjunto Morrinhos 4, ao verem a moça, a relacionaram a um retrato falado postado na página de notícias "Guarujá Alerta", que faz campanha para que as pessoas fiquem alertas contra a "sequestradora". De acordo com a família, após as agressões, Fabiane sofreu traumatismo craniano e foi internada em estado crítico no Hospital Santo Amaro, também em Guarujá.

A polícia ainda analisa o vídeo, postado na Internet, para identificar os agressores. O ataque aconteceu na noite do último sábado. O caso foi registrado na Delegacia Sede de Guarujá.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia