Senado instala CPI da Petrobras

Investigação será comandada pelo senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) e terá relatório do senador José Pimentel (PT-CE), líder do governo no Congresso

Por tamara.coimbra

Brasília - A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que irá investigar e irregularidades e má gestão na Petrobras foi instalada na manhã desta quarta-feira, no Senado. Os integrantes da comissão elegeram o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) para presidir os trabalhos, e ele já marcou para esta quarta uma nova reunião para analisar e aprovar o plano de trabalho da CPI, que será apresentado pelo senador José Pimentel (PT-CE), líder do governo no Congresso e escolhido como relator da comissão.

O governo quer dar agilidade aos trabalhos da CPI da Petrobras no Senado, onde tem maior controle sobre os aliados.

Como a oposição continuava sem indicar seus representantes, o próprio presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), designou os nomes para ocupar as três vagas previstas. Foram nomeados os senadores Cyro Miranda (PSDB-GO), Lúcia Vânia (PSDB-GO) e Wilder Morais (DEM-GO). A CPI é formada por 13 titulares e 8 suplentes e tem prazo de 180 dias para apresentar o relatório final.

Os escolhidos, no entanto, já anunciaram que não pretendem atuar na CPI do Senado. Lúcia Vânia e Wilder Morais chegaram a pedir a substituição de seus nomes. A recusa decorre da decisão da oposição de priorizar a CPI mista, com participação de senadores e deputados, que pode iniciar seus trabalhos na próxima semana.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia