Metrô-SP oferta novo salário, mas sindicato quer aumento de '2 dígitos'

Sindicato ameaça fazer greve nesta quinta-feira

Por tamara.coimbra

São Paulo - O Metrô aumentou a proposta de reajuste salarial para os trabalhadores em uma nova reunião entre o Sindicato dos Metroviários de São Paulo e representantes do Metrô, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), em São Paulo, mas a categoria insiste em pedir aumento de "dois dígitos". A empresa ofertava 7,8%, e passou a oferecer um reajuste de 8,7%.

O sindicato persiste na ideia de um aumento de 16,5%. Em que, até a reunião da última segunda-feira, a categoria exigia um reajuste salarial de 35,47%.

O resultado da reunião desta quarta será votado em uma assembleia no final desta tarde, caso não seja aprovado, os metroviários pretender iniciar uma greve às 0h desta quinta-feira.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia