Caixa-preta de avião que caiu com Campos chega a Brasília para perícia

Equipamento será desmontado para o acesso à memória interna e avaliação das condições de leitura dos dados

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Brasília - A caixa-preta da aeronave Cessna 560XL PR-AFA, onde estava o candidato a presidente Eduardo Campos (PSB) e mais seis pessoas que morreram após queda da mesma no bairro Boqueirão, em Santos, litoral paulista, chegou na madrugada desta quinta-feira a Brasília e está em poder do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), da Aeronáutica. As informações são da Força Aérea Brasileira (FAB).

LEIA: Recife amanhece falando em 'atentado' contra Eduardo Campos

O equipamento foi encaminhado para o Laboratório de Leitura e Análise de Dados de Gravadores de Voo (LABDATA) do CENIPA. Lá, será desmontado para o acesso à memória interna e avaliação das condições de leitura dos dados. Os demais destroços estão sendo concentrados para avaliação dos investigadores. Durante a investigação, será definido o destino das peças para análises e pesquisas.

Caixa-preta encontrada nos destroços será periciada pela AeronáuticaEFE

Governador de Pernambuco vai ajudar em identificação e traslado de Campos

O governador de Pernambuco, João Lyra Neto, embarca na manhã desta quinta-feira para São Paulo, onde se encontra com o governador do Estado, Geraldo Alckmin. Ele vai ajudar no processo de identificação e traslado do corpo do ex-governador Eduardo Campos, além de outras vítimas.

LEIA TAMBÉM:

Candidato à Presidência Eduardo Campos morre em queda de jato

Eduardo Campos, um pernambucano sereno e incansável

Com Lyra, também viajam o irmão de Eduardo Campos, o escritor Antônio Campos, e o secretário-chefe da Casa Civil do Estado, Luciano Vasquez. A viagem estava programada para as 9h. Na reunião, será definida a logística para o transporte do corpo assim que houver a liberação do Instituto Médico Legal (IML).

Durante a madrugada desta quinta-feira, equipes de buscas do Corpo de Bombeiros encontraram parte da fuselagem do avião em que estava o presidenciável Eduardo Campos (PSB) e outras seis pessoas, mortas após a queda da aeronave na manhã desta quarta-feira no bairro Boqueirão, em Santos, litoral de São Paulo. Uma carteira com documentos de Campos também foi encontrada, além de mais pedaços de corpos.

INFOGRÁFICO: Confira passo a passo como foi o acidente

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia