Acusado de matar cartunista Glauco é preso suspeito de latrocínio

Carlos Eduardo Sundfeld foi preso suspeito de cometer latrocínio e tentativa de latrocínio em Goiânia no ano de 2010

Por leonardo.rocha

Goiânia - A Polícia Civil de Goiânia prendeu nesta segunda-feira, Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, conhecido como Cadu. O jovem, de 29 anos, é acusado de matar o cartunista Glauco Vilas Boas e o filho dele em 2010. Cadu e outro suspeito foram presos suspeitos de cometer um latrocinio (roubo seguido de morte) e uma tentativa de latrocínio em Goiânia neste domingo.

Carlos Eduardo SundfeldReprodução Vídeo

Assassinato de Glauco

Carlos Eduardo atirou em Glauco e Raoni no dia 12 de março de 2010, na residência do cartunista, em Osasco (SP). Os dois chegaram a ser levados para o hospital, mas não resistiram. Glauco realizava cultos da Igreja Céu de Maria em sua casa, que segue a filosofia do Santo Daime, na qual os seguidores tomam um chá conhecido pelo mesmo nome.

A Justiça Federal acatou o pedido do Ministério Público do Paraná (MP-PR) e Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, o Cadu, não foi julgado. A juiz considerou Nunes inimputável.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia