Idosa que matou assaltante alega que atirou 'no susto'

Comerciante disse que nunca usou arma

Por tamara.coimbra

Dona Renilda matou assaltante Reprodução Internet

Rio Grande do Sul - Renilda Devantier, de 77 anos, contou, à TV RBS, que reagiu “no susto” no último sábado, quando matou o assaltante Jhonatan Silveira Ferreira, de 24 anos, em sua padaria em São Lourenço do Sul, no Rio Grande do Sul. Ela disse que, por volta das 21h30, estava sozinha na loja quando o rapaz entrou e anunciou o assalto.

A idosa alegou que, assustada, pegou um revólver que guardava sob o balcão. Quando o assaltante se aproximou, ela atirou. “Ele caiu e nem gritou”, afirmou ela.

Renilda disse que há alguns anos achou a arma na loja e decidiu guardá-la, mas garantiu que nunca havia atirado.

“Não sabia que tinha bala. Mas isso foi assim. Foi um medo que me deu, um susto. Peguei sem querer, levantei, apertei. Eu nem sei”, afirmou ela, que desde a noite do assalto não dorme ou come direito.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia