Por felipe.martins
Publicado 26/11/2014 20:06 | Atualizado 26/11/2014 20:16

Sergipe - Quem viveu os anos 80 deve se recordar dos versos de divertido duplo sentido da música 'Forró Cheiroso'  (Talco no salão / Talco no salão / Pro forró ficar cheiroso e ter mais animação). A cantora desta e de outras músicas engraçadas, a forrozeira Clemilda, morreu, aos 78 anos, na madrugada desta quarta-feira em Aracaju, capital do Sergipe, em decorrência de complicações após sofrer um segundo AVC (Acidente Vascular Cerebral) no mês de maio. Clemida também lutava contra um quadro de hipertensão e mal de Parkinson.

Nascida em Alagoas, Clemilda Ferrreira da Silva, conheceu o sucesso nacional ao frequentar os programas de auditório 'Clube do Bolinha'  e 'Cassino do Chacrinha'. Outro êxito, a música 'Prenda o Tadeu',  garantiu a ela o grimeiro disco de ouro com os hilários versos "Seu delegado prenda o Tadeu / Ele pegou a minha irmã e ...nhac!".

Nos últimos anos, a cantora vinha se dedicando à apresentação de programa dedicado ao forró em uma emissora de televisão do Sergipe. 










  





 

Você pode gostar