João Paulo pede para pagar em parcelas

Ex-deputado, preso por envolvimento no mensalão, pediu ao STF parcelamento de R$ 536 mil desviados

Por felipe.martins , felipe.martins

Brasília - O ex-deputado João Paulo Cunha, preso por envolvimento no mensalão, pediu ontem ao Supremo Tribunal Federal (STF) o pagamento parcelado dos R$ 536 mil que foram desviados quando ele era presidente da Câmara dos Deputados. O ressarcimento do dinheiro foi imposto pelo Tribunal como condição para que que ele pleiteie a progressão de sua pena para o regime aberto e a prisão domiciliar.

Os advogados de João Paulo argumentam que ele não tem condições de quitar a dívida de uma vez e, por isso, pede que sejam estabelecidas condições para permitir o parcelamento. E alegam que, se o acordo não for cumprido pelo ex-deputado, o STF pode determinar que volte ao regime fechado.

O ex-deputado foi condenado a seis anos e quatro meses por peculato e corrupção passiva. Ele cumpre pena no regime semiaberto.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia