Ex-presidente do BC está entre nomes cotados para substituir Graça Foster

Rodolfo Landim também é considerado para o cargo e segundo estrategista seria opção mais aceita pelo mercado

Por clarissa.sardenberg

Rio - Em meio a rumores sobre sua saída da presidência da Petrobras, Graça Foster se reuniu com a presidenta Dilma Rousseff no Palácio do Planalto nesta terça-feira. Graça deixou o Planalto pela garagem por volta das 17h e seguiu para o aeroporto de Brasília para voltar ao Rio. As duas estiveram reunidas por cerca de duas horas. Entre os nomes cotados para substituir Graça Foster estão o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, o ex CEO da Vale, Roger Agnelli, e Rodolfo Landim, que trabalhou com Eike Batista na OGX (hoje Eike é um de seus maiores desafetos). Até o momento, o Planalto não emitiu um comunicado oficial afirmando se Graça foi ou será demitida do cargo.

Rodolfo Landim foi funcionário de carreira da Petrobras e presidiu as subsidiárias Gaspetro e BR Distribuidoras. "O rumor do Meirelles é um nome mais provável de ter saído do Planalto, mas o mercado iria preferir o Agnelli ou o Landim", avalia Celson Plácido, estrategista-chefe da XP Investimentos.

Um grupo organizou nesta terça-feira uma manifestação em frente à casa de Graça Foster, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Mesmo após boatos de que Graça será substituída no cargo de presidente da Petrobras, o movimento "Vem pra Rua, Brasil" publicou em uma página na rede social Facebook que o panelaço iria acontecer. A segurança próximo ao cruzamento da Rua Bolívar com a Avenida Atlântica foi reforçada pela Polícia Militar.

Panelaço organizado em protesto contra Graça Foster e corrupção na PetrobrasReprodução Facebook

"O panelaço de hoje (terça-feira) na casa da Graça Foster ocorrerá mesmo que ela seja demitida. Queremos que ela conte tudo!", publicou o movimento. Na rede social, 300 pessoas estavam confirmaram participação no ato. O grupo organizador é o mesmo que fez o protesto "faxinaço" na sede da Petrobras, no Centro do Rio.

Enquanto Graça e a presidenta Dilma conversavam, a agência de classificação de risco Fitch rebaixou a probabilidade de inadimplência do emissor de longo prazo em moedas estrangeira e local da Petrobras, de BBB para BBB- (última faixa considerada grau de investimento, o que seria um "atestado" de bom pagador de dívida). Os ratings em escala nacional e internacional estão em observação para a possibilidade de rebaixamento. Segundo a agência, o rebaixamento afeta cerca de US$ 50 bilhões em dívida da estatal.

Dilma passou a manhã em Campo Grande (MS), onde inaugurou a primeira Casa da Mulher Brasileira, e desembarcou em Brasília por volta das 14h. 

Após especulações de que a executiva estaria fora do cargo, as ações da estatal dispararam no pregão desta terça. Tantos as ações ordinárias quanto as preferenciais operam em alta de mais de 10%. Neste fim de semana, a presidenta reconheceu que não há mais condições políticas de Graça continuar presidindo a estatal.

O cerco contra Graça Foster se apertou na semana passada,quando a empresa divulgou seu balanço trimestral não auditado,referente ao terceiro trimestre de 2014. O documento, que não contabilizou as baixas com os atos de corrupção na companhia, decepcionou os investidores.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia