Jovem atropelado na Praia Grande durante Carnaval deixa UTI

Foliões que filmavam festa na rua flagraram atropelamento

Por clarissa.sardenberg

São Paulo - Murilo de Almeida Alves Tavares, que foi atropelado na Praia Grande, litoral de São Paulo, no Carnaval, foi removido da UTI, Unidade de Terapia Intensiva, após passar por uma série de cirurgias no Hospital Bandeirantes. Seu quadro é estável.

O acidente com o jovem de 21 anos aconteceu na segunda-feira. Ele teve várias fraturas, incluindo a quebra de ossos do rosto, costela e lesões nos rins e intestino. Foliões que estavam no local registraram o momento do acidente. Ele atravessou a rua fora da faixa de pedestres quando foi atingido por um carro. O motorista fugiu sem prestar socorro.

Murilo Tavares foi atropelado durante o Carnaval%2C na Praia Grande%2C em São Paulo Reprodução Internet

Mais tarde, o suposto motorista, Guilherme Henrique Campioni, também de 21 anos, se apresentou à polícia acompanhado por advogados e por sua noiva. O responsável pelo caso, o delegado Luiz Evandro Medeiros, afirma que o suspeito já tem duas passagens pela polícia: uma por envolvimento com drogas e outra por roubo.

Sobre o depoimento de Guilherme, o delegado explica que ele declarou estar dentro do limite de velocidade permitido no local, mas os policiais parecem não concordar com a tese e uma perícia deve apontar em quais circunstâncias o jovem foi atropelado pelo motorista.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia