Cantareira registra maior alta de armazenamento desde início da crise

Reservatório abastece cerca de 6 milhões de pessoas na Grande São Paulo

Por clarissa.sardenberg

São Paulo - O nível do Sistema Cantareira, que já havia subido no fim de semana para 12,3%, chegou nesta segunda-feira a 12,9%, de acordo com dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). A alta é a maior registrada desde o início da crise hídrica, juntamente com o dia 18 de fevereiro, quando o sistema subiu de 8,3% para 8,9%.

O reservatório abastece cerca de 6 milhões de pessoas na Grande São Paulo. Entre este domingo e esta segunda-feira, choveu 31 milímetros (mm) nas represas que formam o sistema. A média pluviométrica para março é 178 mm. O nível de Cantareira havia permanecido estável de segunda a sexta-feira da última semana em 11,7%.

O nível do Sistema Cantareira registrou alta e subiu para 12,9%Divulgação

Os outros reservatórios da região metropolitana de São Paulo também registraram elevação hoje. No Guarapiranga, o nível passou de 67,7% para 69,3%, com as chuvas chegando a 1,2 mm. No Alto Cotia, as chuvas, que somaram 2,4 mm, contribuíram para que a capacidade do sistema passasse de 44,8% para 50,3%. O nível de armazenamento alcançou 19,7% no Alto Tietê, enquanto no dia anterior estava em 19,1%.

No Rio Grande, o volume armazenado passou de 87,7% para 89,8%, devido aos 4,8 mm de chuva registrados de ontem para hoje no reservatório. No Rio Claro, o nível que estava ontem em 38,9%, chegou a 39,3% da capacidade depois dos 38,6 mm de chuva.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia