Senador Delcídio do Amaral é preso pela Polícia Federal

Agentes fizeram buscas na casa do líder do PT no Senado, que é acusado de atrapalhar as investigações da Lava Jato

Por clarissa.sardenberg

Rio - O Senador Delcídio do Amaral (PT-MS) foi preso pela Polícia Federal na manhã desta quarta-feira, em Brasília, no hotel onde mora. A prisão ocorre depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) atender o pedido da Procuradoria-Geral da República, que apresentou evidências de que o líder do governo no Senado estava atrapalhando as investigações da Operação Lava Jato. A PF fez buscas e apreensões no gabinete do senador, no Congresso, e na casa do senador em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

Senador Delcídio do Amaral foi preso por atrapalhar investigações da Operação Lava Jato Agência Brasil

O banqueiro André Esteves, do banco BTG Pactual, o chefe do gabinete do senador Delcídio, Diogo Ferreira, e o advogado Édson Ribeiro, que defendeu o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, também foram presos. 

Delcídio e Ribeiro estão em prisão preventiva, já os outros foram presos temporariamente, quando há data de término. O hotel onde a prisão de Delcídio ocorreu é o mesmo onde o pecuarista José Carlos Bumlai foi preso nesta terça-feira. 

A tentativa de atrapalhar as apurações foi provada através de uma gravação apresentada pelo filho de Nestor Cerveró. Nela, Delcídio oferece fuga ao ex-diretor para que ele não faça delação premiada. Esse interesse é justificado pelo fato de Delcídio ser suspeito de envolvimento em irregularidades na compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos.

O nome de Delcídio surgiu nas investigações na delação do lobista Fernando Baiano. Em depoimento, Baiano afirmou que o líder do governo recebeu propina pela compra de Pasadena no valor de US$ 1,5 milhão de dólares.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia