'Uma crise é muito dolorosa para ser desperdiçada', diz Dilma em Minas

Presidenta ainda afirmou que em 2016 terá retomada do crescimento

Por rafael.souza

Minas Gerais - "Tivemos em 2015 um ano bastante desafiador e, por isso, estamos buscando transformar 2016 no ano da retomada do crescimento", disse a presidenta, durante inauguração de uma fábrica da Ambev em Uberlândia (MG). A unidade teve investimento de R$ 770 milhões e emprega 480 trabalhadores. "A inauguração desta fábrica mostra que essa empresa sabe que as dificuldades que o Brasil está passando são momentâneas."

A presidenta disse ainda que, na medida do possível, o governo está mantendo os investimentos públicos e os programas sociais, além de buscar estimular o investimento privado. “Faremos um esforço ao longo do ano na área de leilões para a concessão de ferrovias, portos, aeroportos e rodovias, mas também dentro de um quadro de busca de ampliação de investimentos privados”.

Ela lembrou do apelo “encarecido” que fez no Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de união entre os diversos setores para superar a crise. Na última semana, o chamado Conselhão reuniu representantes da sociedade civil e empresários para debater medidas econômicas. Foi o primeiro encontro de 2016, depois de um ano e meio sem reuniões do conselho.

Ao lado do governador de Minas, Fernando Pimentel (PT), do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro Neto, e do ministro do Trabalho e Previdência Social, Miguel Rossetto, Dilma voltou a afirmar que "uma crise é muito dolorosa para ser desperdiçada".

"Nós não podemos desperdiçar a oportunidade de mudanças na crise, por isso temos propostas em tributação e previdência", disse a presidente.

Com informação das Agências Brasil e Estado 



Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia