Fiscais flagram 626 crianças em situação de trabalho infantil

Prefeitura de Salvador informou que vai cancelar autorização de ambulantes que se sirvam de crianças ou adolescentes

Por clarissa.sardenberg

Bahia - A Prefeitura de Salvador, na Bahia, informou neste domingo que identificou 626 crianças e adolescentes submetidos a trabalho infantil durante o carnaval. Os menores estavam trabalhando como vendedores ambulantes nas zonas dos blocos de Salvador.

Os funcionários municipais pediram que os vendedores ambulantes que enviassem os menores a quatro centros de amparo habilitados pela Prefeitura para receber as crianças durante o carnaval.

Das 626 crianças e adolescentes interceptados pelas autoridades, apenas em 87 casos os vendedores ambulantes que estavam com os menores permitiram que estes fossem aos centros de amparo municipais, segundo um comunicado oficial.

A Prefeitura afirmou que, devido ao grande número de casos, vai "coibir com mais rigor" o trabalho de crianças e advertiu que a partir deste domingo, vai cancelar a autorização dos vendedores ambulantes que se sirvam de crianças ou adolescentes.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia