Petrópolis reúne indústria têxtil

Feira Costura Rio estima receber três mil profissionais do setor de confecção e gerar R$ 80 milhões em negócios durante o ano

Por thiago.antunes

Rio - Com a expectativa de gerar um volume de negócios da ordem de R$ 80 milhões ao longo do ano, Petrópolis, sedia de terça a sábado a primeira edição do ‘Costura Rio’, feira de investimentos voltada para o setor têxtil e de confecção. O município da Região Serrana reúne 600 empresas com faturamento mensal acima de R$30 milhões e mais de 50 mil empregos diretos e indiretos.

Visitantes acompanharão o processo fabril no estande da Kappaun’s Divulgação

Promovido pelo Sindicato das Indústrias de Confecções de Petrópolis (Sindcon) e pela prefeitura local, a feira reunirá fornecedores de máquinas e matéria-prima, prestadores de serviço e profissionais da área de tecnologia, além de entidades como o Sebrae/RJ, Firjan e Senai Moda Design.

“Nossa intenção é que o evento se torne obrigatório a empresários e profissionais do setor. Queremos reunir em um só espaço todo tipo de recursos para confeccionistas, assim como novas tecnologias de produção, maquinários, tecidos e aviamentos recém-lançados”, diz o presidente do Sindicon, Addison Meneses, que espera um público de três mil visitantes.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia