BlackBerry demitirá 4.500 funcionários e prevê R$ 3 bilhões em perdas

Demissões fazem parte do objetivo da empresa de reduzir em aproximadamente 50% suas despesas

Por julia.amin

Toronto - A BlackBerry anunciou nesta sexta-feira que demitirá 4.500 empregados, mais de um terço de sua força de trabalho, e que registrou perdas de até R$ 3 bilhões no segundo trimestre do ano. A revelação aconteceu pouco depois que se suspendesse a cotação das ações da BlackBerry nos mercados de valores de Toronto e Nova York.

As demissões fazem parte do objetivo da BlackBerry de reduzir em aproximadamente 50% suas despesas operacionais para o final do primeiro trimestre do ano fiscal 2015. A empresa canadense também disse em comunicado que espera registrar receitas de R$ 4,8 bilhões no segundo trimestre do ano fiscal, que acaba em março de 2014, após vender 3,7 milhões de telefones durante o período.

A companhia reconheceu as pobres vendas dos novos modelos de telefones nos quais a BlackBerry tinha apostado o sucesso de seu futuro. A BlackBerry também anunciou uma mudança em sua estratégia empresarial. "A companhia se concentrará no mercado de empresas e consumidores profissionais, oferecendo soluções de ponta a ponta, incluindo hardware, software e serviços", disse a empresa. Além disso, anunciou uma redução do número de telefones de seis a quatro, "dois aparelhos de alta gama e dois de baixo custo".

Segundo a BlackBerry, após o lançamento, na quinta-feira, do aparelho Z30, com uma tela de 5 polegadas, o modelo Z10 será reposicionado "para deixá-lo disponível a um público mais amplo". O presidente de BlackBerry, Thorsten Heins, declarou que "estamos implementando mudanças operacionais difíceis, mas necessárias para responder a nossa posição em um setor mais maduro e competitivo".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia