Após susposto rato, Coca-Cola convida consumidores a visitar fábrica da bebida

Vídeo mostra processo de fabricação e diz que controle de qualidade torna impossível que roedor entre em uma garrafa

Por helio.almeida

Rio - Após a denúncia de que um rato foi encontrado dentro de uma garrafa de Coca-Cola, a empresa de refrigerantes publicou um vídeo nesta quinta-feira mostrando o processo de fabricação da bebida e chama os consumidores a conhecerem uma das fábridas da companhia.

Na gravação, a narradora diz que cada garrafa passa por um rigoroso controle de qualidade com conferência de cada garrafa, o que eliminaria as possibilidades de uma embalagem sair da fábrica sem cumprir com os padrões de qualidade presentes em todo o mundo.

A desconfiança do consumidor começou depois que um homem disse em uma reportagem que foi intoxicado ao bebber o produto contendo uma cabeça de rato. A empresa negou as acusações e no seu vídeo chama os consumidores a conhecer as fábricas da empresa.

O Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) afirmou em seu laudo que o lacre não foi violado. A a Coca-Cola afirmou que "nossos rígidos protocolos de controle de qualidade e higiene tornam impossível que um roedor entre em uma garrafa em nossas instalações fabris".


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia