Por bferreira

Rio - A operadora de telecomunicações Oi prepara para o próximo mês de abril o reforço de seu serviço de TV paga,com a oferta de mais canais em alta definição (HD) para ampliar a base de clientes. “Já temos o nosso satélite e vamos relançar o nosso serviço de TV paga a partir de abril, serviço que terá uma diferenciação significativa face à concorrência no Brasil, não só porque vamos oferecer mais canais em HD como teremos a maior e a melhor oferta de canais da Globo no país”, informou o presidente da operadora, Zeinal Bava.

No último trimestre de 2013, o percentual de domicílios que contam com mais de um serviço da operadora chegou a 58%, incremento de cinco pontos percentuais em relação igual período do ano anterior.

O objetivo é fazer da telefonia fixa uma porta de entrada para a venda de outros serviços — principalmente banda larga e TV por assinatura — para a base da companhia, de 74,4 milhões ao fim de 2013. “Rentabilizar a base é, daqui para frente, parte do contexto de telecomunicações no Brasil e não apenas para a Oi”, avalia Marco Aurélio Barbosa, analista-chefe da Coinvalores.

Em termos de ampliação da base de clientes, o negócio de TV paga foi o que apresentou o maior percentual de crescimento na comparação entre o último trimestre do ano passado e igual período de 2012: 9,5%, chegando a 829 mil assinantes.

NET e Sky estão à frente

A confirmação de que a Oi vai redobrar suas apostas no mercado de TV paga é vista com reservas por Marco Aurélio Barbosa, da Coinvalores: “Vejo como um movimento muito incipiente dentro do cenário do mercado de TV por assinatura no Brasil, que ainda é dominado pela NET e pela Sky”.

De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), compilados pela consultoria Teleco, o market share da NET/Embratel somado ao da Sky totalizava 83,4% do mercado brasileiro de TV por assinatura no fim do ano passado.

Você pode gostar