Recall da Toyota para 95 mil veículos vendidos no Brasil

Chamado mundial da montadora é para corrigir falha no sistema de airbags dos modelos Hilux, SW4 e RAV 4 feitos entre junho de 2005 e janeiro de 2011

Por bferreira

Rio - O  recall mundial da Toyota provocado por uma falha no sistema de airbags vai abranger 95 mil carros no Brasil, dos modelos Hilux, SW4 e RAV 4. De acordo com comunicado divulgado pela montadora, o chamamento vale para 67.498 unidades da Hilux e 22.341 unidades do SW4 que foram produzidos entre junho de 2005 e janeiro de 2011, e para 5.153 veículos do modelo RAV4 fabricado entre agosto de 2005 e março de 2010. Globalmente, o recall afeta 6,4 milhões de veículos no mundo. Segundo a montadora, foi detectada uma falha no componente de conexão entre o módulo de comando do sistema de airbag e o conjunto da bolsa do airbag do lado motorista. O defeito impede o acionamento do dispositivo em caso de acidente. “Como implicação da não deflagração do airbag há o aumento do risco de ferimentos graves na região torácica e facial e, em casos extremos, lesões fatais ao motorista do veículo”, informa o comunicado. O fabricante orienta os motoristas a procurarem um concessionário autorizado e fazer a vistoria veicular se a luz de advertência do airbag no painel do veículo acender espontaneamente com o veículo em movimento ou permanecer acesa por mais de 6 segundos após a partida do motor.

Chamado abrange 22.341 unidades do SW4 produzidos de 2005 a 2011Divulgação

Na quarta-feira, a Toyota anunciou um recall mundial para corrigir falhas na coluna de direção, banco do motorista, airbag e motor de arranque, entre outras peças. Pelo menos 27 modelos da montadora entraram no chamamento. A maioria dos modelos que serão inspecionados está na América do Norte (2,3 milhões), seguido por Japão (1,09 milhão) e Europa (770 mil).

Para marcar a inspeção. os proprietários devem procurar a rede de concessionárias Toyota ou ligar para o telefone 0800-703-0206.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia