Preço de legumes não sobe e inflação desascelera, aponta FGV

Índice do IPC-S ficou em 0,78% na segunda semana de maio, queda de 0,06 ponto percentual sobre última divulgação

Por helio.almeida

Rio - A inflação medida pelo Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) desacelerou para 0,78% na segunda semana de maio, queda de 0,06 ponto percentual sobre a taxa registrada na última divulgação, disse nesta sexta-feira a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Três das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram decréscimo nas taxas de variação, diz. A maior contribuição partiu do grupo alimentação (1,31% para 1,05%), com destaque para o comportamento do item hortaliças e legumes, cuja taxa passou de 3,64% para 2,35%, diz.

Também registraram decréscimo nas taxas de variação os grupos transportes (0,61% para 0,52%) e habitação (0,74% para 0,73%).
Na primeira classe, o destaque é o comportamento do item automóvel novo (0,55% para 0,31%) e, na segunda, empregados domésticos (0,88% para 0,68%).

Inflação da educação sobe

Apresentaram acréscimo nas taxas de variação os grupos educação, leitura e recreação (-0,03% para 0,16%), despesas diversas (0,37% para 0,56%), vestuário (0,73% para 0,78%) ecomunicação (0,12% para 0,14%). Para cada uma das classes de despesa, vale citar o comportamento dos itens passagem aérea (-13,12% para -7,75%), alimentos para animais domésticos (1,05% para 1,71%), roupas (0,88% para 0,90%) e tarifa de telefone residencial (0,28% para 0,47%), respectivamente.

O grupo saúde e cuidados pessoais repetiu a taxa de variação registrada na última apuração, de 1,39%. As principais influências em sentido ascendente e descendente partiram dos itens: salão de beleza (0,85% para 1,03%) e artigos de higiene e cuidado pessoal (1,75% para 1,58%), diz.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia