Vestidos de noiva 'made in China' atraem clientes de todas as classes

Entretanto, especialistas recomendam cautela nas compras pela internet

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Carolina de Souza Silva ficou com medo%2C mas decidiu arriscar a compra%3A "Deu tudo certo"Maíra Coelho / Agência O Dia

Rio - Para as mulheres que sonham se casar, o vestido de noiva é o item mais importante da cerimônia. E, talvez por isso mesmo, é também responsável por um dos maiores gastos da festa, chegando a custar, no Brasil, o preço de um carro popular. Isso tem feito muitas noivas arriscarem a compra do vestido em sites chineses, que oferecem preços até dez vezes mais baixos e a promessa de boa qualidade. Para estilistas brasileiras, essa prática desestimula o mercado nacional, que já sofre com a alta tributação.

A jornalista Carolina de Souza Silva, 27 anos, casou-se no mês passado e teve uma experiência bem-sucedida com a compra do véu e do vestido na China, por meio do site Milanoo. “Fiquei com muito medo no início, mas comecei a ver os preços do aluguel dessas peças no Rio e chegava a R$ 4 mil. Achei muito caro e decidi arriscar no site. Paguei R$ 790 pelo vestido que eu queria com todas as taxas incluídas e fiz sob medida, por cerca de R$ 30 a mais. Encomendei com oito meses de antecedência, para garantir, mas a entrega foi feita em apenas dois meses. O véu, encomendei depois e paguei só R$ 35, sendo que aqui o mesmo modelo custava R$ 300. Também chegou a tempo”, conta.

A assessora de casamentos Juliana Fagundes afirma que a procura pelos sites orientais tem aumentado, mas é preciso ter certos cuidados. “Só recomendo comprar nesses sites com pelo menos seis meses de antecedência. Além disso, é importante colocar sempre dois centímetros a mais nas medidas, porque se for necessário fazer algum ajuste depois, fica mais fácil”, aconselha a cerimonialista.

'Se fosse alugar no Brasil, gastaria pelo menos o dobro'

?A consultora de Comunicação Leonie Gouveia, 27, encomendou o vestido no site Tide Buy e também recebeu a encomenda em dois meses. “Tive que fazer uns ajustes, pois ficou largo na cintura. Mas a própria costureira elogiou a qualidade da peça e os detalhes, como a renda. No total, com os ajustes e as taxas, eu paguei R$ 1.200. Se fosse alugar aqui, pagaria pelo menos o dobro por um vestido usado”, diz.

Mais uma noiva que recomenda a compra de vestidos na China, a psicóloga Renata Rabelo Monteiro de Andrade, psicóloga, 28 anos, escolheu se casar em um lugar especial com o economista Guilherme Meilman Lomaz Cohn, 29 anos, e que seria “a cara deles”. O local escolhido, a Praia do Sono, fica a 30 minutos de Paraty. “Foi o primeiro casamento de turistas na praia. A comida, o bolo e os doces foram feitos pelos moradores”, contou.

Renata comprou o vestido no site DH Gate, sete meses antes do evento: “Queria usar um vestido de noiva na cerimônia, mas não gastar muito dinheiro. Não precisei seguir um plano B porque o vestido chegou dois meses depois. No total, gastei R$ 500, incluindo a taxa de liberação na alfândega e o ajuste da costureira”, diz.

Como e o que comprar...

BOUQUET

Em função da logística, os buquês não são de flores naturais, mas, sim, feitos de tecido. Os preços variam de R$ 2 a R$ 800. O modelo acima sai por R$ 13,21 no site Ali Express.

SAPATOS

Comprar sapatos sem experimentar pode ser arriscado. Para evitar machucados, os de bicos arredondados são as melhores opções. O escarpin branco cópia da grife Louboutin sai por R$ 112 na Dhgate.

TOPO DE BOLO

Alguns sites oferecem até mesmo noivinhos para o topo do bolo e outros objetos decorativos. No site Milanoo, os bonecos de diversos modelos custam, em média, de R$ 8 a R$ 65.

Comprar sapatos pelos sites sem experimentar pode ser arriscadoDivulgação

?Alta classe também compra à distância

Engana-se quem acredita que recorrer à compra do vestido de noiva em sites chineses é uma característica de pessoas que não têm dinheiro para investir em um produto nacional de qualidade. Clientes de alta classe também buscam alternativas práticas e acabam buscando a peça no exterior.

A estilista Marie Lafayette conta que já houve caso de noivas que procuraram o seu ateliê após ter comprado um produto pela internet para fazer ajustes ou até mesmo por ter se arrependido com o tecido e o acabamento.

“Esses são alguns dos principais problemas em adquirir vestido à distância, pois cada corpo é diferente. Além disso, o caimento do tecido, pedras, rendas e demais aplicações são detalhes que devem ser conferidos pessoalmente”, diz.

Ela destaca ainda que a necessidade de se importar tecidos encarece o valor do produto final, devido à alta carga de impostos. A estilista cita o exemplo de uma renda francesa que sai a 80 euros (R$ 240,80), o metro, e chega ao país custando mais de R$ 1.200 considerando impostos.

“Mas há setores que as noivas podem aproveitar, como os de sapatos. No Sul do país, os preços são acessíveis”, diz ela.

Direitos de consumidores não valem fora do país

Antes de comprar um vestido nos sites chineses, a noiva deve ter em mente que as leis do país asiático são outras e que, caso algo dê errado, ela não terá a quem recorrer. Coordenadora da Associação de Consumidores (Proteste), Maria Inês Dolci explica que o Código Brasileiro de Defesa do Consumidor não vale em outros países.

“Por isso, é importante ver se outras pessoas já compraram no site e se houve reclamações. Além disso, verificar se o endereço eletrônico tem selos de segurança e se é seguro para fazer o pagamento. Também vale a pena mandar e-mail e ver se respondem”, sugere a especialista.

Renata e Guilherme se casaram em novembro do ano passadoÁlbum de família

Atenção aos detalhes

A cerimonialista Juliana Fagundes lembra que o preço do vestido no site não inclui as taxas cobradas pela alfândega. Algumas noivas chegam a pagar R$ 200 a mais de impostos quando o produto chega ao Brasil. Além disso, é necessário ter cartão de crédito internacional, já que se trata de uma compra fora do país. “É comum que o vestido chegue embrulhado em papel pardo ou até saco de lixo preto, por isso, não se assustem. A maioria das noivas conta que o produto chega em perfeito estado”, brinca Juliana.

Segundo ela, é importante deixar uma costureira de sobreaviso para fazer possíveis ajustes no comprimento e na largura. “Detalhes como renda, cristais, pérolas e miçangas devem ser observados, para ver se estão de acordo com o estilo da noiva”, diz a assessora. Por fim, vale a pena observar comentários de outras compradoras nos sites e pedir dicas.

CONHEÇA ALGUNS SITES

ALI EXPRESS

O site vende desde produtos eletrônicos, até vestidos de noiva e outros itens, como buquês, véu, anágua e luvas. Endereço: pt.aliexpress.com.

MILANOO

Além de vestidos para noivas, madrinhas e damas de honra, o site tem seção especial para artigos de decoração. Os produtos incluem lanternas de papel, faca de bolo personalizada, topos de bolo, velas, livros de visitas e até mesmo guardanapos decorados. Endereço: www.milanoo.com.

DHGATE

O consumidor encontra de tudo: de computadores a bolsas, além de vestidos para noivas, madrinhas e até crianças. Endereço: pt.dhgate.com.

SUPERB WEDDING DRESS

Especializado em vestidos de noiva, o site também oferece modelos plus size e para grávidas. Possui desde estilos mais clássicos, até versões curtas. Endereço: www.superbweddingdresses.com.

BANG GOOD

Tem uma seção especial para casamentos. Há variedades de bijuterias, vestidos, acessórios para cabelo e bolsas. Endereço: www.banggood.com.

TIDE BUY

Além dos vestidos de noiva, tem opções também para as mães dos noivos. Há modelos do vintage e plus size até os mais clássicos, inclusive os mais coloridos. Endereço: www.tidebuy.com.                              

?RITUAL DE ESCOLHA É PARA SEMPRE

?Por Marcia Disitzer, editora de moda do DIA

“Não me casei vestida de noiva. Confesso que é uma frustração. Mas, em 2011, fui madrinha de casamento de uma grande amiga e a acompanhei nas provas de seu lindo vestido. Que emoção! A cada ida ao ateliê, um ajuste, uma mudança, um reparo. E assim, pouco a pouco, um sonho ia se tornando realidade. Sim, porque o vestido de noiva representa um sonho. Por isso, me soa um bocado estranho comprar o vestido da noite mais importante da vida em um site chinês.

É claro que dinheiro é importante e as alternativas mais em conta são sempre bem-vindas. Mas, além do saboroso ritual que envolve todo o processo de confecção do vestido ficar de fora, quem escolhe um modelo em um site da China dificilmente sabe como ele foi produzido.

Vale lembrar que no Brasil há várias lojas de primeiro aluguel (quando o vestido é feito sob medida, mas fica para a loja). Se, mesmo assim, a noiva achar melhor comprar na China, recomendo que se certifique da credibilidade do site e fique atenta aos detalhes. Assim, o sonho não corre o risco de virar pesadelo”.

         

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia