Inscrições abertas para qualificação na Vila Cruzeiro

Moradores da região passam a ter cursos gratuitos

Por O Dia

Rio - Sete cursos aceitam inscrições esta semana na recém-inaugurada unidade da Casa do Trabalhador na comunidade de Vila Cruzeiro, na Penha. As aulas de capacitação, as oficinas e os workshops são gratuitos para moradores da região. O espaço conta com três salas e um auditório.

Os cursos com inscrições abertas são de artesanato, beleza, web design, noções de administração de empresas e cozinha sem desperdício. São 30 vagas por turma.

De acordo com a Secretaria Estadual de Trabalho, o objetivo do projeto é qualificar as pessaos para que tenham oportunidade de gerar renda e que possam se desenvolver profissionalmente. A Casa do Trabalhador na região já tem cinco empresas parceiras, entre elas a Unisuam e a Red Zero.

“A expectativa é que a gente consiga atrair ainda mais parceiros para o projeto na comunidade, levando Educação, qualificação e cidadania para a população”, afirmou o secretário da pasta, Sérgio Romay.

Além das capacitações, a Casa do Trabalhador da Vila Cruzeiro fará a seleção para o Programa Jovem Aprendiz em parceria com o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), encaminhando os selecionados para o mercado de trabalho. No novo espaço também haverá atendimento jurídico, de acordo com a demanda de interesses da comunidade.

A documentação necessária para a inscrição nos cursos e nos programas de capacitação são carteira de identidade, CPF, declaração de escolaridade, comprovante de residência e duas fotos.

Com a chegada do projeto na Vila Cruzeiro, o morador José Roberto Santos, 49 anos, pretende se inscrever no curso de culinária oferecido pelo local. “Quero me qualificar e aprender técnicas de gastronomia para no futuro abrir um pequeno empreendimento”, planeja.

“A Casa do Trabalhador será muito útil para os moradores da Vila Cruzeiro que desejam estudar e não tinham condições. Acho que a iniciativa vai ajudar a mudar a vida de muita gente”, acrescenta José Santos, que mora na comunidade há 40 anos.

Unidade vai atender até 1,2 mil por mês

Coordenadora do programa Casa do Trabalhador, Silmara Leandro diz que a expectativa é que a unidade da Penha atenda de 800 a 1.200 pessoas por mês.

“O projeto tem o intuito de incentivar as pessoas, especialmente as mais velhas, a voltar a estudar e a se capacitar, para que consigam se inserir no mercado de trabalho”, disse Silmara.

Vila Cruzeiro é a quinta comunidade a ter a Casa do Trabalhador, que está também em Manguinhos, Rocinha, Cidade de Deus e Complexo do Alemão.

Últimas de _legado_Economia