Força Militar: Novo projeto começa a funcionar

Sisfron fortalecerá a atuação do Exército na faixa de fronteira e ajudará a promover maior interação entre as Forças Armadas e órgãos de segurança pública e de inteligência

Por bferreira

Rio - Localizada no município de Dourados, no Mato Grosso do Sul, a primeira unidade do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron) entrou em atividade na última quinta-feira. A ferramenta é um dos principais projetos estratégicos do Exército e tem como objetivo fortalecer a presença e a capacidade de ação do Estado na faixa de fronteira, auxiliando as forças policiais no combate a atos ilícitos como tráfico de drogas, roubos e contrabando.

Para isso, o sistema fará uso de equipamentos tecnológicos de ponta, como radares e outros meios de sensoriamento, que serão aplicados ao longo dos 16,8 mil quilômetros da fronteira nacional. Isso equivale a um monitoramento de aproximadamente 27% do território do país, abrangendo os Comandos Militares da Amazônia, do Norte, do Oeste e do Sul.

Orçado em R$ 12 bilhões, o Sisfron fortalecerá a atuação do Exército na faixa de fronteira e ajudará a promover maior interação entre as Forças Armadas e órgãos de segurança pública e de inteligência. Estima-se que, nos próximos anos, serão gerados cerca mil empregos diretos e quatro mil indiretos com a instalação do novo sistema.

COOPERAÇÃO

O ministro da Defesa, Celso Amorim, fez ontem pela manhã a palestra de abertura da 1ª Jornada de Estudos Estratégicos, que ocorre no Comando Militar do Planalto, em Brasília. Na ocasião, ele destacou a presença do Brasil em missões de paz e a cooperação com países da América do Sul e da costa atlântica da África.

CREDIBILIDADE

Pesquisa da Fundação Getulio Vargas apontou que as Forças Armadas lideram o ranking das instituições com maior credibilidade, segundo os brasileiros, com nível de confiança de 68%. O estudo foi feito entre o segundo trimestre do ano passado e o primeiro de 2014, destinando-se a medir o nível de confiança da Justiça no Brasil.

MAIS 40 HOMENS

A primeira parte da tropa, composta por 40 integrantes do Batalhão de Infantaria de Força de Paz do 21º Contingente Brasileiro (Brabat 21), embarcou para a Missão das Nações Unidas para Estabilização no Haiti (Minustah), na última quinta-feira. A cerimônia aconteceu na Base Aérea de Santa Maria (Basm).

PRIMEIRA GUERRA

A Association Française dês Anciens Combattants do Rio prestou na última terça-feira homenagem aos franceses e brasileiros que lutaram na Primeira Guerra Mundial. Com a presença de autoridades civis e militares de ambos os países, o evento ocorreu no Cemitério São João Batista, onde fica o mausoléu dos mortos da instituição.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia