Por felipe.martins

Rio - Os comerciantes em todo o estado vão contratar 33 mil funcionários temporários para suprir a demanda das festas de fim de ano. O momento é ideal para quem busca oportunidades no mercado de trabalho. Segundo levantamento da Fecomércio/RJ, 76,8% dos empresários do setor querem efetivar a maioria desses trabalhadores após este período.

A maior parte das chances é para lojas, principalmente nas funções de vendedor, caixa e estoquista. A previsão da federação é de que a remuneração média alcance R$ 1.153,48. No caso de vendedores ou operadores, as empresas costumam oferecer um salário-base de R$900, acrescido de comissões, que podem até superar esse valor mínimo. Também há chances no segmento de turismo e de restaurantes.

A vendedora Priscila Araújo foi efetivada no ano passado%2C após trabalhar como temporáriaAndré Mourão / Agência O Dia

“A oferta de postos de trabalho temporários passou por uma adaptação nos últimos anos em função do patamar historicamente elevado do emprego formal. Mesmo assim, muitos empresários do comércio continuam a apostar nessas vagas, pela necessidade do período, mas também porque dão oportunidades de revelar profissionais que venham a somar ao quadro de funcionários, por adesão ou substituição”, explica o economista da Fecomércio/RJ, Christian Travassos.

CHANCE DE SER EFETIVADO

O processo de contratação, que teve início em agosto, deve chegar ao seu ápice até o fim deste mês, já que a maior parte dos profissionais vai começar a trabalhar em dezembro. A federação estima que os empresários comecem a dispensar esses funcionários no fim de dezembro (34,3%) e em janeiro (39,8%).
Quem se destaca, no entanto, consegue fazer parte do quadro fixo da loja. Gerente do Click Oportunidades, centro de carreira do Senac RJ, Liliane Sebusiani conta que as empresas buscam candidatos com disponibilidade, engajamento e comprometimento.

“Para aumentar as chances de ser efetivado, é muito importante que a empresa perceba que o profissional temporário está investindo e se empenhando. É necessário apresentar bons resultados. Saber trabalhar em equipe e demonstrar desejo de continuar na companhia também contribuem para uma possível efetivação”, avalia a especialista.

A vendedora Priscila Araújo, de 24 anos, foi contratada ano passado após ter trabalhado como temporária na loja Mercatto, do Norte Shopping. “Agora eu recomendo trabalhar como temporário para todos que procuram por uma vaga. Pode ser grande oportunidade. Acho que fui contratada por ter me empenhado da mesmo forma que eu faria se fosse fixa”, disse.

LOJAS EM SHOPPINGS TÊM 7.530 VAGAS ABERTAS

RIO SUL
Vagas: 700
As oportunidades podem ser conferidas por meio do site www.riosul.com.br.

MADUREIRA SHOPPING
Vagas: 500
Currículos devem ser entregues no SAC ou pelo e-mail [email protected]

PLAZA SHOPPING
Vagas: 500
Mais informações por meio do telefone (21) 2621-9400.

CENTER SHOPPING
Vagas: 70
Currículo entregue nas lojas.

NORTE SHOPPING
Vagas: 1.000
Currículo nas lojas. Entre elas, Renner e Mercatto.

RECREIO SHOPPING
Vagas: 350
Interessados devem levar o currículo às lojas. Há vagas abertas na Leader, Afghan e Fórum.

TOPSHOPPING
Vagas: 900
Candidatos podem se inscrever por meio do e-mail [email protected]

SHOPPING TIJUCA
Vagas: 550
Currículo nas lojas.

PARKSHOPPING
Vagas: 500
Currículo nas lojas ou no site www.parkshoppingcampogrande.com.br.

BARRA SHOPPING
Vagas: 600
Mais informações na página www.barrashopping.com.br.

ILHA PLAZA
Vagas: 350
Currículo entregue diretamente nas lojas ou no SAC.

WEST SHOPPING
Vagas: 300
Currículo deve ser entregue diretamente nas lojas.

VIA BRASIL
Vagas: 300
Candidatos devem entregar o currículo nas lojas de seu interesse com vagas abertas.

METROPOLITANO BARRA
Vagas: 850
Candidatos devem se cadastrar diretamente nas lojas.

SHOPPING GRANDE RIO
Vagas: 74
Currículo entregue nas lojas.

FIRST CLASS
Vagas: 60
Interessados podem enviar currículo para o e-mail [email protected]

Você pode gostar