Por bferreira
Publicado 22/12/2014 00:30 | Atualizado 22/12/2014 00:51

Rio - Por trás da aparente normalidade que a estabilidade da taxa de desemprego mostrou em novembro, ao registrar leve alta na comparação mensal, ao ficar em 4,8%, e anual, em 4,6%, há um mercado de trabalho enfraquecido. Os sinais são de que o segmento não vai conseguir oferecer oportunidades a quem procura. Dados da Pesquisa Mensal de Emprego do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que cresceu a busca por vagas, mas as pessoas não têm sucesso.

Muitas pessoas estão à procura de empregoDivulgação

Na passagem de outubro para novembro, por exemplo, houve aumento de 4,4% no total da população desocupada. Em números reais, registrou incremento de 50 mil pessoas no mês, somando 1,192 milhão de brasileiros nessa situação. Parte desses trabalhadores desempregados estava no grupo de inativos, que sofreu redução de 0,8% ou 147 mil no mês, passando de 19 milhões para 18,88 milhões.

“A tendência de crescimento da população desocupada não ocorria na série histórica da PME em novembros anteriores. Ao mesmo tempo, observamos que as pessoas que estavam na inatividade, passam agora a pressionar o mercado de trabalho, aumentando a desocupação. É um outro movimento importante que não havia sido registrado antes”, aponta a técnica da Coordenação de Trabalho e Rendimento do IBGE, Adriana Beringuy.

Professor de Economia da PUC-Rio, José Márcio Camargo avalia que novembro quebrou com uma longa série de quedas da taxa de participação, isto é, a proporção de pessoas em idade ativa que estão trabalhando ou procurando emprego.

“A taxa de participação teve um crescimento expressivo em novembro. Mas ela vinha caindo desde junho de 2012 e, em algum momento, deveria se esperar que poderia aumentar. É impossível saber se essa será uma tendência para 2015, mas, se a taxa de participação efetivamente começar a aumentar, o índice de desemprego vai crescer”, avalia Camargo.

Aumento surpreendeu

Outro reflexo do desaquecimento do mercado de trabalho foi o aumento da taxa de desocupação. Ainda que tenha sido um movimento leve e de quase estabilidade, com alta de 0,1 ponto percentual na passagem de outubro para novembro, era esperada uma redução do indicador.

O professor José Márcio Camargo aponta que era de aguardada uma queda da taxa, em função das contratações de temporários para o Natal, o que não aconteceu. “É surpreendente que a taxa de desemprego tenha aumentado. A partir de setembro, ela tende a cair. É um sinal sim de que o mercado pode vir a ficar fraco”, afirma.

Segundo o IBGE, o rendimento médio real habitual dos trabalhadores teve um aumento de 0,7% na passagem de outubro para novembro, ficando em R$ 2.148,50. Na comparação com novembro do ano passado, o crescimento foi de 2,7%, superior ao que foi obtido em novembro de 2013, quando ficou em R$ 2.091,57.

O maior rendimento médio real é dos militares e funcionários públicos, de R$ 3.616,40. O menor é o dos empregados sem carteira assinada, de R$ 1.563,50.

NO RIO HÁ OPORTUNIDADES

MAIS DE 6 MIL VAGAS

Esta semana há 6.609 vagas no Rio de Janeiro com destaque para os setores de comércio e serviços. Com 1.193 oportunidades, operador de telemarketing é o cargo com maior número de chances. Há também 391 postos de trabalho para pessoas com deficiência.

SETRAB

A Secretaria Estadual de Trabalho e Renda (Setrab) está com 5.114 postos de trabalho nesta semana, com salários que chegam a R$ 5.068. Destaque para 337 vagas de faxineiro, 325 de armazenista e 316 de operador de telemarketing. Para pessoas com deficiência são ofertadas 74 vagas. Informações das agências de atendimento no telefone (21) 2332-9999 ou site nowww.rj.gov.br/web/setrab.

SMTE

A Secretaria Municipal de Trabalho e Emprego (SMTE) está com 221 vagas para quem tem ensinos Fundamental e Médio, além de mais 317 oportunidades para pessoas com deficiência, totalizando 538 vagas. Para se candidatar, basta levar identidade, CPF, carteira de trabalho e PIS a um dos sete Centros Públicos de Emprego, Trabalho e Renda (CPETR). Endereços dos centros no site www.rio.rj.gov.br/web/smte. O currículo também pode ser enviado para smte.selecao@gmail.com.

ATENTO

A Atento, uma das empresas lideres do setor de telemarketing, oferece 757 oportunidades para promotor de vendas I e II. Os interessados devem enviar currículo para o e-mail: selecaopdvrj@atento.com.br.

MIRA RH
A Mira Gestão em RH vai recrutar 120 operadores de telemarketing. Seleções hoje, amanhã e nos dias 29, 30 e 5 de janeiro, às 8h30 e às 13h. A Mira RH fica na Rua Miguel Couto 105, sala 409, no Centro do Rio. Mais informações: (21) 2518-8770/2253-4324 ou www.mira-rh.com.br.

Você pode gostar