Dólar sobe a R$ 2,71 e fecha no maior valor desde 16 de dezembro

Racionamento de energia e eleição de Eduardo Cunha na Câmara influenciaram a alta da moeda americana

Por victor.duarte

São Paulo - O dólar subiu quase 1% e fechou a 2,71 reais nesta segunda-feira, maior patamar em mais de um mês, dando continuidade ao avanço de quase 3% visto na sessão passada com investidores testando novas máximas.

LEIA MAIS: Eduardo Cunha derrota governo e assume Presidência da Câmara

A moeda norte-americana subiu 0,96%, a R$ 2,7152 na venda, maior patamar desde 16 de dezembro passado (R$ 2,7355), quando explodiu a crise do rublo russo. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 1,3 bilhão de dólares.

Na máxima da sessão, a moeda norte-americana foi negociada a 2,7187 reais. Na sexta-feira, a divisa havia encerrado com o maior avanço desde setembro de 2011.

A moeda americana começou o dia em baixa, mas ainda na manhã desta segunda-feira a moeda inverteu para a alta por causa da preocupação com o racionamento de energia somado à eleição de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a presidência da Câmara dos Deputados.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia