Sucesso nas compras: Alternativas mais saudáveis

Com mais uma elevação da inflação anunciada ontem, é esperado que os preços dos alimentos se mantenham altos ou subam mais

Por bferreira

Rio - Com mais uma elevação da inflação anunciada ontem, é esperado que os preços dos alimentos se mantenham altos ou subam ainda mais. Diante disso, é importante que as pessoas pratiquem um consumo mais consciente. Novos hábitos e mudanças no dia a dia podem fazer toda a diferença no orçamento familiar no fim do mês.

Optar por produtos da estação e aproveitar os dias de promoção nos supermercados são algumas dicas para não ficar no vermelho e evitar comprometer a renda.

Uma alimentação mais saudável pode garantir saúde inclusive para o seu bolso. Substituir as refeições em restaurantes durante a semana pela comida caseira pode ser uma boa saída para driblar os altos custos de comer fora de casa e ainda se alimentar melhor.

Por Marco Quintarelli

PERGUNTA E RESPOSTA

“Além de estar gastando muito para almoçar fora de casa, sou enjoada para comer. Não consigo me organizar para gastar menos nas refeições na rua. Pode me dar umas dicas de como gastar menos e comer melhor ?”

Marise Cerqueira, Tijuca

Para muitos, levar a comida de casa é incômodo e, às vezes, constrangedor. Mas os resultados de uma alimentação mais saudável e econômica com certeza compensam. Pode parecer pouco, mas não é.

Essas dicas simples e práticas podem fazer você poupar mais de 30% em produtos que compra e usa todos os dias, sem que para isso tenha de passar fome ou abdicar da qualidade do que come.

A vida atarefada atual torna difícil não comprar refeições prontas, mas a verdade é que esse tipo de comida, além de ser muito mais cara, é também menos saudável. Se fizer em casa, terá o prazer de uma refeição caseira, com comida de qualidade e economizando bastante.

Escolha um dia, faça as refeições todas de uma vez e congele para o consumo durante a semana. Quando comprar frutas e vegetais, prefira os produtos da região, nacionais e da época.

São mais baratos, pois não têm que ser transportados por grandes distâncias e, certamente, vão durar mais tempo. Evite comprar legumes já embalados. A diferença de preços é assustadora.

Outro aspecto é que o peixe congelado é muito mais barato que o peixe fresco e a qualidade é praticamente a mesma. As técnicas de congelamento conservam as propriedades dos alimentos.

Diferentemente dos ditos “peixes frescos” que , muitas das vezes, já foram pescados há mais de uma semana. Se pode economizar dinheiro, ao longo de um mês ou dois, por comprar produtos não perecíveis em grande quantidade, então é melhor fazê-lo.

Aproveite as promoções de produtos que durem, como óleos, azeites e enlatados em geral. Gaste alguns minutos pela manhã para embalar alguns petiscos para levar para o trabalho, assim pode fazer escolhas mais saudáveis. Criatividade é tudo para ter uma alimentação barata, saudável e equilibrada.

Marco Quintarelli é consultor do Grupo AZO. Segunda-feira, Sucesso nos Concursos

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia