Governo afirma que 'pedaladas fiscais' chegam a R$ 57 bilhões

Documento foi entregue, nesta quarta-feira, ao presidente do Senado, Renan Calheiros

Por gabriela.mattos

Brasília - A Comissão Mista de Orçamento (CMO) acaba de disponibilizar, nesta quarta-feira, o documento do governo que detalha o passivo do Tesouro Nacional com as chamadas pedaladas fiscais, que resultaram em dívidas com o FGTS, o BNDES, o Banco do Brasil e a Caixa.

O estoque a pagar em 31 de dezembro de 2015 será de R$ 57,013 bilhões. Esse número refere-se ao somatório da dívida de 2014, acrescida das obrigações deste ano e dos encargos sobre essa dívida.

Ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, entrega documento a Renan Calheiros, nesta quarta-feiraJane Araújo / Agência Senado

O envio do documento discriminando as pedaladas foi uma exigência da oposição (PSDB e DEM) como parte da negociação para votar o projeto, do Executivo, que altera a meta de resultado primário deste ano (PLN 5/15).

O relatório do deputado Hugo Leal (Pros-RJ) permite que o resultado primário do próximo ano seja reduzido em R$ 55 bilhões, referentes ao passivo das pedaladas. Como o valor enviado pelo governo é superior, o relator ainda não decidiu se incorporará os R$ 57 bilhões no seu parecer.

Fonte: IG

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia