Conta de luz cai mais 7% em março

Bandeira tarifária passará para amarela, que cobra R$ 1,50 por 100 kWh consumidos

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio - A bandeira vermelha nas contas de luz será substituída pela cor amarela a partir de 1º de março. O adicional na cobrança fará o consumidor pagar R$ 1,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos e não mais R$ 3, referentes ao patamar 1 da cor vermelha, adotado este mês.

Nos cálculos do ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, várias medidas vão permitir a queda do valor da tarifas de energia em 7% em março no país. Entre as ações estão o desligamento das térmicas em agosto do ano passado e as sete decididas ontem, mais a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) 30% menor do que a de 2015.

O ministro ressaltou que mantidas as condições climáticas, existe a possibilidade de se adotar a tarifa verde, que não tem custo adicional, já em abril. A troca da bandeira vermelha patamar 1 para amarela ocorrerá em função de o governo ter decidido desligar sete usinas térmicas que geram energia mais cara. Com o aumento das chuvas nos últimos meses, os reservatórios das hidrelétricas estão mais cheios, diminuindo a necessidade de usar as térmicas.

“Com preços de geração (CVU) superiores a R$ 420 por megawatt-hora, a economia com o desligamento dessas usinas deve ser superior a R$ 7 bilhões”, afirmou o titular da pasta.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia