Zona Norte se destaca em números de lançamentos imobiliários

Região teve crescimento de 245% no setor nos últimos anos

Por paulo.gomes

Fachada do Aquarela Carioca%2C na Tijuca%2C condomínio com estrutura parecida com os empreendimentos da BarraDivulgação

Rio - A Zona Norte do Rio ganha cada vez mais status e se consolida no mercado imobiliário. Entre 2008 e 2013, a região registrou alta expressiva de 245% no total de unidades lançadas. Ficou atrás somente da Zona Oeste, de acordo com a Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-RJ).

Em 2013, foram 6.629 novas unidades, 23% a mais do que em 2012. No primeiro semestre deste ano, segundo a Ademi, a Zona Norte se destacou com 2.211 unidades lançadas, com expectativa de receber ainda mais empreendimentos até o fim do ano.

A região ficou mais atraente para lançamentos residenciais e comerciais devido à implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), às obras de revitalização, investimentos em infraestrutura e à implantação dos novos modais de transporte.

Somente a RJZ Cyrela e a Living, por exemplo, devem lançar 1.500 unidades até dezembro, nos bairros de Del Castilho, Andaraí, Penha e Irajá. “Um dos exemplos é a Tijuca, que teve uma variação de 204% do primeiro semestre de 2013 em relação ao mesmo período este ano. Só entre janeiro e junho de 2014 foram lançadas 255 unidades. A região ainda ganhou mais uma estação do metrô, a Uruguai. Outro exemplo é o Méier que teve uma variação de 69% e lançou, nos seis primeiros meses deste ano, 110 novas unidades”, afirma João Paulo Rio Tinto de Matos, presidente da Ademi.

São Cristóvão também registrou alta. Levantamento do Secovi Rio (Sindicato da Habitação) aponta que o bairro, no primeiro semestre, teve a segunda maior variação no valor do metro quadrado de imóveis residenciais para venda (6,6%), com valor de R$ 5.648 em janeiro e R$6.019 em junho. O Méier aparece com 4,9% (de R$5.047 para R$ 5.292), a Tijuca com 2,7% (de R$ 7.175 para R$ 7.371) e Madureira com 1,6% (de R$ 3.224 para R$3.275).

Espaço Kids do Condomínio Barão de Mauá%2C localizado no MéierDivulgação

Condomínios no estilo Barra

Com farta opção de comércio e de transporte, a Tijuca tem condomínios com estilo de clube, típicos da Barra. É o caso do Aquarela Carioca, da Calçada. O empreendimento terá 312 unidades e três mil metros quadrados de área de lazer, como piscinas, churrasqueiras, sauna, academia, brinquedoteca, e cinema. Já a W3 e a Legacy levam para o bairro o Family Residence.

Outro bairro de tradição é o Méier. A Zoneng, em parceria com a Breogan, lançou o Barão de Mauá e já vendeu 85% do condomínio.

O local abrigará novos prédios comerciais. A Rubi Engenharia terá um próximo da Rua Dias da Cruz, com 41 unidades. “Acreditamos no potencial da região”, afirma Joana Alvim, diretora da Rubi.

Tudo perto do shopping

Seguindo o conceito de reunir trabalho, consumo e lazer, a RJZ Cyrela e a Monteiro Aranha vão lançar o Nobre Norte Clube Residencial, que será construído ao lado da futura expansão do NorteShopping. O empreendimento terá lazer completo.

Outros bairros da Zona Norte também estão em evidência. Em Del Castilho, a Living, em parceria com a PDG, levou o conceito de condomínio-bairro com o Rio Parque, composto por três residenciais. Em Olaria, após vender 100% do Melody Club Residences, o Grupo Avanço Aliados tem previsão de lançar no fim de setembro mais um residencial no bairro, além de outro no Cachambi.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia