Exército comandará segurança do Papa neste fim de semana

Será decretada a Garantia da Lei e da Ordem, prevista na Constituição. Copacabana receberá 7 mil militares

Por marlos.mendes

Rio - O Exército terá poderes para garantir a segurança neste fim de semana em Copacabana, nos dois últimos dias da Jornada Mundial da Juventude.

Para que os militares possam coordenar a segurança do evento será decretada a Garantia da Lei e da Ordem. Nessas situações, segundo a Constituição Federal, os militares assumem a coordenação da segurança pública, como no caso de eleições, greves de polícias militares, mediante pedido dos governadores.

Papa Francisco beija criança durante passagem pelas ruas do Centro nesta sextaEfe


A operação do Exército contará com reforço da Polícia Militar para atender as ocorrências. O Exército já vinha se preparando para atuar em grandes eventos sob a perspectiva da Garantia da Lei e da Ordem. A assessoria do Centro de Coordenação de Defesa de Área do Rio divulgou a seguinte nota:

"Em virtude da mudança do local dos eventos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de Guaratiba para Copacabana, o Centro de Coordenação de Defesa de Área do Rio de Janeiro (CCDA/RJ) coordenará as ações de defesa e segurança no local, nos dias 27 e 28 do corrente mês. Também, realizará a coordenação de segurança de área no local, tendo em vista a presença da Presidente da República.

As Forças Armadas atuarão na situação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), coordenando e complementando as ações planejadas pelos Órgãos de Segurança e Ordem Pública e, ainda, de outras instituições públicas não ligadas à área de segurança. O efetivo das Forças Armadas previsto para atuar em Copacabana é de 7.000 militares.

A Marinha intensificará a segurança marítima e fluvial na orla e na baía de Guanabara, particularmente o patrulhamento das cabeceiras dos aeroportos Tom Jobim (Galeão) e Santos Dumont. Empregará dois grupamentos operativos de Fuzileiros Navais, sendo um para reforçar as ações do Exército Brasileiro em Copacabana no eixo de peregrinação e outro com a missão de Força de Contingência para emprego eventual na proteção de instalação de interesse do Poder Marítimo.


O Exército coordenará as ações no eixo de peregrinação, que inicia na Central do Brasil, passa pela Avenida Presidente Vargas, pela Avenida Rio Branco e segue pelo Aterro do Flamengo em direção à Avenida Barata Ribeiro, em Copacabana. Coordenará inclusive a segurança do altar, localizado na praia, além de manter a segurança nas estruturas estratégicas. Manterá tropas para atuar como forças de contingência e também empregará tropas de operações especiais para realizar as varreduras de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (DQBRN), além da Prevenção, Repressão e Combate ao Terrorismo.

A Força Aérea Brasileira, por meio do Comando de Defesa AeroespacialBrasileiro (COMDABRA) e do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), realizará a Defesa Aeroespacial e o controle do espaço aéreo. Também disponibilizará militares para atuar como força de contingência na segurança dos aeroportos Tom Jobim (Galeão) e Santos Dumont."

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia