Papa Francisco começa em Copacabana a Missa do Envio

Presidenta Dilma Rousseff está presente na celebração

Por tabata.uchoa

Rio - O papa Francisco deu início neste domingo, na praia de Copacabana, à missa de encerramento da 28ª Jornada Mundial da Juventude, à qual assistem milhões de pessoas de todo o mundo e após a qual anunciará a cidade que sediará o próximo encontro mundial dos jovens católicos.

A missa é assistida pela presidente Dilma Rousseff, além de outros chefes de Estado como Cristina Kirchner (Argentina) e Evo Morales (Bolívia), informou o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi. Ao término da missa, Francisco os cumprimentará brevemente, segundo afirmou Lombardi, que ressaltou que será uma simples saudação e que não serão discutidos temas políticos.

Milhares de jovens se aglomeram para ver o Papa Francisco em sua chegada a Copacabana, neste domingoMaria Luiza Mesquita / Agência O Dia

Tambem estão presentes 60 cardeais, 1.500 bispos e 11.000 sacerdotes, alguns dos quais participaram de um 'flash mob'. Durante o ofertório, o papa receberá uma menina que nasceu com má formação.

O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, informou que os pais a levaram à missa que ontem foi oficiada por Francisco na catedral do Rio de Janeiro e a apresentaram ao papa, e que o pontífice pediu que hoje ela fosse levada ao ofertório, como sinal da oferta da vida a Deus.

No final da missa, o papa entregará a cinco casais de jovens, representantes dos cinco continentes, uma pequena reprodução do Cristo Redentor, símbolo do Rio de Janeiro, e um livro de preces. O pontífice chegou a Copacabana no papamóvel, no qual percorreu toda a orla marítima, de quatro quilômetros de extensão.

Da mesma forma que nos últimos dias, dezenas de milhares de jovens o acompanharam durante o trajeto. Francisco parou em várias ocasiões para saudar os presentes, beijar crianças e inclusive tomou chimarrão oferecido por jovens argentinos.

Esta missa, da mesma forma que a vigília de ontem à noite, seria realizada no Campo da Fé, em Guaratiba, na Zona Oeste da cidade, mas devido às chuvas dos últimos dias no Rio de Janeiro, o local virou um lamaçal, e as autoridades decidiram mudá-lo por Copacabana.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia