Mais Lidas

Atentados deixam mais de 40 mortos na Turquia

Governo turco suspeita que houve participação do presidente sírio Bashar al-Assad

Por bferreira

Turquia - Duas explosões de carros-bomba na cidade turca de Reyhanli, próximo à fronteira com a Síria, deixaram ontem 43 mortos e 100 feridos. O governo turco suspeita que a Síria esteja envolvida nos atentados. O vice-primeiro-ministro e porta-voz do governo turco, Bulent Arinc, afirmou que o regime sírio do presidente Bashar al-Assad “faz parte dos suspeitos”.

Explosões de carros-bomba levaram onda de destruição à cidade turca de Reyhanli%2C próximo à fronteira síriaEfe

Os ataques, que não foram reivindicados por nenhum grupo, ocorreram no início da tarde. Dois carros-bomba explodiram, no intervalo de 15 minutos, em ruas lotadas da cidade turca: o primeiro, perto de um prédio da administração municipal, e o segundo, numa agência de correios.

Em três anos, a guerra civil na Síria já matou mais de 70 mil pessoas. Existe o temor de que a violência esteja se espalhando para países vizinhos. A Turquia abriga cerca de 300 mil refugiados sírios.

Imagens de TV síria mostraram janelas quebradas e fumaça depois das explosões. Uma terceira e menor explosão causou pânico numa cidade próxima à fronteira turca, mas não houve feridos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia