Condutor de trem descarrilhado é detido por imprudência na Espanha

Maquinista foi alertado sobre velocidade acima do permitido enquanto conduzia transporte

Por juliana.stefanelli

Madri (Espanha) - Sobre a pior tragédia de trem na Espanha desde 1944, o maquinista Francisco José Garzón Amo, condutor do trem que descarrilhou em Santiago de Compostela, foi detido pela polícia local nesta sexta-feira. Ele será interrogado por imprudência ainda nesta sexta-feira

De acordo com informações do jornal "La Voz de Galicia", o maquinista recebeu a ordem de prisão ainda no hospital onde está sendo tratado desde o acidente que matou 78 pessoas na última quarta-feira.

Garzón será indiciado por ato criminosoReuters

Segundo os registros da administração da ferrovia, o trem que tem o limite de velocidade de 80Km/h, estava a 190KM/h, o dobro da velocidade permitida na hora da tragédia. Garzón que está sendo indiaciado por crime, confirmou ter sido alertado sobre a velocidade acima do permitido enquanto conduzia o transporte férreo, segundo o jornal "El País". O porquê do maquinista não ter freado será a primeira pergunta da interrogação feita pela polícia.

Em novas buscas nesta manhã, seis corpos foram identificados, restando sete. Sobre as vítimas, 83 continuam hospitalizadas, 32 pessoas encontram-se em estado crítico incluindo três crianças.

Para prestar condolências as famílias, os príncipes da corte espanhola viajarão nesta sexta-feira para Santiago. Mariano Rajoy, presidente do governo e o rei Juan Carlos já estiveram presentes no local do acidente.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia